Cuca é contrário a vacinação de clubes neste momento, como pretende a Conmebol

Cuca é contrário a vacinação de clubes neste momento, como pretende a Conmebol-(Pedro Souza/Atlético-MG)

Valinor Conteúdo
09/05/2021
16:58
Belo Horizonte

O Atlético-MG se posicionou a favor de receber doses de vacinas ofertadas pela Conmebol, que pretende imunizar clubes que estão em suas competições. O xará de Goiás, o Atlético-GO foi o primeiro clube brasileiro a ser vacinado, gerando uma discussão sobre a prioridade na fila das doses contra a Covid-19.

O técnico Cuca se posicionou de forma contrária ao ato da entidade sul-americana, que recebeu 50 mil doses da Coronavac, que tem sido aplicada no Brasil para combater a pandemia no país. O treinador foi contra o que o Galo pensa sobre o assunto e disse que abriria mão para outras pessoas, que teriam mais pressa para serem imunizadas.

-É um tema importante e delicado. Eu, sinceramente, se eu pudesse abrir mão da vacina para dar para alguém esteja numa condição que tem uma necessidade maior que a minha, eu abriria mão. Acho que todos nós aqui do clube e do futebol abririam- disse o técnico que se mostra contrário a dar privilégios aos jogadores e membros do clubes de futebol.

-A gente não manda né, nós obedecemos. Corremos um risco maior por estar sempre em avião cheio, estar sempre se deslocando de um lado para o outro, mas eu acho que teria prioridades mais importantes do que nós para tomar vacina-completou o treinador.

A posição de Cuca é forte, pois ele teve Covid-19 em 2020 e sua mãe, Dona Nilde Stival, ficou 75 dias internada devido às consequências da doença.

Posicionamento do Galo

O Atlético-MG se posicionou a favor, em declaração via assessoria,
-É uma oferta da Conmebol, que não tem nada de incorreta ou reprovável. Não são vacinas desviadas de outra finalidade-justificou o clube, que afirmou não ter recebido qualquer comunicação sobre o assunto da entidade.