Arouca - Atlético-MG

Arouca teve rápida passagem pelo Galo em 2018, sem muito destaque no time mineiro-(Divulgação)

Valinor Conteúdo
29/08/2020
17:03
Belo Horizonte

O volante Arouca, atualmente no Figueirense, acionou a Justiça do Trabalho contra três ex-clubes pelos quais jogou: Palmeiras, Vitória-BA e Atlético-MG.

O jogador entrou com uma ação na 74ª vara de trabalho de São Paulo com o valor total de R$ 1.806.325,61, sendo que somente Verdão e Galo terão responsabilidade de pagar a Arouca caso ele vença o caso. O Vitória foi citado, mas o meio de campo estava emprestado ao clube baiano, com os salários pagos por mineiros e paulistas.

A parte palmeirenses na cobrança é de pouco mais de R$ 1,3 milhão e o Atlético é cobrado em R$ 485.760,00.

Arouca, de 34 anos, ficou no Palmeiras de 2015 a 2018, quando foi emprestado ao Atlético-MG, que o repassou ao Vitória por não ter tido bom rendimento.

O jogador cobra dos dois clubes direitos trabalhistas como férias, luvas, 13º salário, FGTS não depositado, premiação por títulos, saldo de direitos de imagem e duas multas de saída antes do fim do contrato no Atlético-MG e no Vitória-BA.


Pelo Palmeiras, Arouca jogou 59 vezes entre 2015 a 2018. No Galo, foram 12 jogos. Já no vitória o jogador atuou em 11 partidas. Nas três passagens não marcou gols.