Valinor Conteúdo
29/01/2021
22:42
Belo Horizonte

O América-MG derrotou o Avaí por 2 a 1, gols de Rodolfo e Ademir para o Coelho, com Getúlio descontando, mas não levou o título da Série B. O time mineiro ficou com a mesma pontuação da Chapecoense, que venceu seu duelo contra o Confiança por 3 a 1 e levou o troféu por ter um saldo de gols melhor do que os mineiros. Ambos ficaram empatados em tudo, até nos pontos, 73 para cada equipe.

O duelo entre mineiros e catarinenses aconteceu nesta sexta-feira, 29 de janeiro, pela 38ª e última rodada da Série B. A, no Independência, em Belo Horizonte.

A equipe de Florianópolis ainda tinha chances de subir, mas não conseguiu segurar o Coelho, só não coroou uma temporada de muito sucesso sob o comando de Lisca, porque não marcou um gol a mais do que o time catarinense.

Avaí assusta, mas perde pênalti

O Avaí teve chance de sair na frente do placar, mas o zagueiro Alemão cobrou muito mal uma penalidade marcada para os catarinenses. Deste momento em diante, o América dominou o primeiro tempo.

VEJA COMO TERMINOU A SÉRIE B 2020/2021

O Coelho fez sua parte e conseguiu levar mais um título da Série B para sua galeria
O Coelho fez sua parte, mas não conseguiu levar mais um título da Série B para sua galeria-(Mourão Panda/América-MG)

Ataque funcionando

Em 15 minutos o América-MG se controlou no jogo e assumiu as rédeas da partida. Rodolfo marcou o primeiro aos 7 minutos e Ademir ampliou aos 22. E, a “fome” americana estava intensa, pois teve mais chances de marcar ainda na etapa inicial, vencida pelos mineiros.

Vacilo do América, gol do Avaí

O Coelho mantinha o domínio da partida, mas avançava menos ao gol do Avaí. O “cochilo” permitiu que o time da ilha conseguisse seu gol e acendeu uma chama de esperança no jogo.

Jogo controlado após mudanças de Lisca

O treinador americano viu que o rendimento da equipe havia caído e fez logo de uma vez quatro mudanças. As entradas de Geovane, Neto Berola, Sávio e Marcelo Toscano, deu uma “mexida no time, que ficou mais atento e manteve a vitória, mas faltou o último fôlego para comemorar o tricampeonato.

Um 2021 promissor do Coelho

Mesmo sem o título, o América entendeu que terá de pensar em ficar na Série A, para consolidar de vez sua ascensão em cenário nacional. E, já começou bem, ao renovar com Lisca. Agora, o resto é construir um elenco que conseguirá fazer bonito na Série B.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

AMÉRICA-MG 2 x 1 AVAÍ
Data e horário: 29/01/2021, às 21h30
​Local:Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
Cartões amarelos: Pedro Castro(AVA), Jonathan (AVA), Rômulo (AVA)
Cartões vermelhos:-
Gols: Rodolfo, aos 7’-1ºT(1-0), Ademir, aos 22’-1ºT(2-0), Getúlio, aos 16’-2ºT (2-1)

AMÉRICA-MG (Técnico: Lisca)

Matheus Cavichioli, Daniel Borges (Marcelo Toscano, aos 30’-2ºT), Messias, Anderson Jesus e João Paulo (Sávio, aos 30’-2ºT); Zé Ricardo, Juninho e Alê (Geovane, aos 31’-2ºT). Ademir, Felipe Azevedo (Neto Berola, aos 31’-2ºT) e Rodolfo (Léo Passos, aos 40’-2ºT).



AVAÍ (Técnico: Claudinei Oliveira)

Gledson; Iury (Felipe Santos, aos 30’-2ºT), Alemão, Betão, João Lucas; Ralf (Luan Silva, aos 29’-2ºT), Pedro Castro; Vinicius Leite (Jonathan aos 12’-2ºT), Renatinho (Valdívia-intervalo), Rômulo; Getúlio (Jô, aos 35’-2ºT).