Mateus Pet durante treino do Vasco na categoria sub-20 (Foto: Carlos Gregório Júnior/Vasco.com.br)

Mateus Pet durante treino do Vasco na categoria sub-20 (Foto: Carlos Gregório Júnior/Vasco.com.br)

David Nascimento
10/01/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

O período de pré-temporada é importante para qualquer time de futebol. O planejamento para começar bem o ano sempre é priorizado, e no Vasco isso não é diferente. Porém, oito nomes oriundos das categorias de base de São Januário, escolhidos pelo técnico Jorginho para integrarem o elenco em Pinheiral entre terça-feira e o dia 23, têm em 2016 uma expectativa diferente: a de subir de vez para o profissional e ajudar a equipe a conquistar o acesso à Série A, principal objetivo do ano.

Gabriel Félix (goleiro), Kadu Fernandes (zagueiro), Alan (lateral-esquerdo), Andrey (volante), Mateus Pet (meia), Evander (meia), Matheus Índio (meia) e Caio Monteiro (atacante) formam o grupo da base que será observado por Jorginho. Alguns se destacaram na arrancada final do Vasco em 2015 pelo amadurecimento em um curto espaço de tempo, apesar de o descenso no Brasileiro não ter sido evitado. O treinador comentou a situação, dando como exemplo o caso do meia Mateus Pet:

‘Se um atleta desses se destacar, utilizaremos ele no profissional’, avisou Jorginho sobre os meninos da base

– Entendemos o quanto foi importante o Mateus Pet vir ao profissional no fim de 2015. Nesse um mês e meio, o quanto ele cresceu tecnicamente, amadureceu... Isso nos motivou a pegar esses jogadores a fazer a pré-temporada. A manutenção no time depende deles. Se um atleta desses se destacar, utilizaremos ele no profissional. Se houver a necessidade, mesmo se destacando, de descer para os juniores ou sub-17, nós faremos. A escalação é por conta deles.

Este “vestibular” com os jovens jogadores das categorias de base do Vasco será decisivo para a sequência do planejamento na temporada. Sem a obrigação de que etapas sejam puladas, a comissão técnica de São Januário entende a importância do trabalho que será realizado em Pinheiral. A torcida, por sua vez, fica na esperança de que as boas atuações se repitam e todos deem frutos.