Jorginho - Santa Cruz x Vasco

Vasco venceu 12 dos 19 jogos que disputou na Série B (Foto: Carlos Ezequiel Vannoni/Agência Eleven)

LANCE!
04/08/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Após 19 rodadas, 39 pontos conquistados e a liderança da Série B. Com final do primeiro turno depois do empate em 0 a 0 no Castelão, o balanço é positivo. Enquanto o Cruz-Maltino já projeta um segundo semestre mais tranquilo, garantindo cedo o acesso - tem nove pontos de diferença em relação ao 5º colocado - ele também mantém o sonho de ver o Vasco avançado na Copa do Brasil. Quem sabe, uma tríplice coroa.

Dentro da projeção da comissão técnica, tudo tem ocorrido como o esperado. Com gordura em relação aos concorrentes - tanto de título quanto de acesso - o Vasco agora terá tempo para recuperar fisicamente o seu elenco - que tem muitos nomes experientes - e aprimorar os treinos:

– Fiquei satisfeito. O Vasco se manteve na liderança, com a gordura que queríamos. Era tudo o que queríamos, terminar o primeiro turno como campeões. Teremos um tempo agora de descanso, de trabalho, para recuperar os atletas. Vasco é um time grande. Onde quer que jogue vai jogar para ganhar. Com todas as circunstâncias, resultado foi bom – disse Zinho, após o empate em 0 a 0 no Ceará, que fechou o turno.

Quem também destacou o período de 18 dias sem jogos foi o meia Andrezinho, que lembrou das fases decisivas da Copa do Brasil, onde o Cruz-Maltino enfrenta o Santos nas oitavas de final da competição:

– É muito importante ter um período de treinos para poder trabalhar, uma vez que teremos um segundo semestre muito desgastante pela reta final da Série B do Campeonato Brasileiro e porque a Copa do Brasil entra em uma etapa ainda mais complicada. Portanto, o trabalho que a gente conseguir realizar neste momento vai ser muito importante e pode acabar fazendo toda a diferença lá na frente – avaliou.

Além de ter conquistado o primeiro turno, o Vasco tem nos números a comprovação da boa campanha que vem fazendo na Série B. É o ataque mais positivo da competição, com 31 gols, e um dos times que sofreu menos tentos, com 18. Como esperado, é o time com o maior saldo de gols (13) e do melhor aproveitamento no torneio (68,4%), com 12 vitórias.

Na comparação com as outras vezes em que disputou o torneio, o desempenho também é positivo. Em 2009, ano que terminou campeão de forma antecipada e contava com nomes como Fernando Prass e Alex Teixeira, o número de pontos era o mesmo no final do primeiro turno. Em 2014, a diferença para a pontuação atual era de sete pontos. Isso sem estar entre os quatro primeiros. A evolução existe.