David Nascimento
19/11/2017
08:00
Curitiba (PR)

Faltam três rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro. E a briga por uma vaga na Conmebol Libertadores de 2018 fica cada vez mais acirrada. Nas últimas rodadas, o Vasco vem se aproximando do Botafogo e do Flamengo, últimos dois times dentro do G7, e pode neste domingo, às 19h (de Brasília), diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), passar na frente dos rivais e assumir uma posição pela classificação para a competição internacional. O site do LANCE! transmite em tempo real.

Os vascaínos têm motivos de sobra para acreditar que a vaga é possível. Desde que Zé Ricardo assumiu a equipe, o desempenho do time melhorou significativamente em campo. Já são 11 jogos de invencibilidade, apesar dos muitos empates no Rio de Janeiro (seis de um total de sete da série). E com o comando de Zé, as últimas três partidas fora do Rio foram com vitórias cruz-maltinas - em jogos complicados, contra Santos, Atlético-GO e Avaí -, o que dá ânimo para que este embalo seja revertido de sucesso.

- Acredito que a briga pela Libertadores, entre os clubes perto na zona de classificação, vai se estender até a última rodada. Estamos muito animados. A nossa sequência é positiva, apesar dos empates. Nossas últimas vitórias foram fora. É mais um dado que temos que levar para nos dar ainda mais confiança para fazer um bom jogo na Arena da Baixada e conseguir três pontos lá - destacou o treinador em sua última entrevista coletiva.

As energias do Vasco, para Zé Ricardo, precisam ser otimizadas para serem gastas da melhor maneira para a equipe. Em um ano complicado, com os técnicos anteriores não conseguindo tirar o melhor do elenco, o atual treinador cruz-maltino acredita que não se pode mais olhar para trás. O foco, segundo ele, deve ser para frente, oo que facilitaria na conquista dos objetivos.

- Nesse final de competição temos que gastar energia com o que podemos fazer para frente. Por mais que a gente lamente aqui o que ficou para trás, não temos como mudar. Vamos trabalhar nessas últimas partidas para que a gente possa evoluir em alguns aspectos e fazer um final de ano perfeito. Seria conseguir essa vaga para a Libertadores - pontuou o comandante, antes de completar sobre as dificuldades que o Vasco pode encontrar neste domingo:

- Teremos um jogo extremamente complicado, difícil e rápido. A equipe do Atlético-PR explora muito bem a questão da velocidade no gramado deles, que facilita essa questão. Eles trabalham com muitas inversões de bola, então precisamos estar concentrados para fazer um bom jogo lá, dentro do equilíbrio que esperamos da nossa equipe. Assim, vamos atrás da vitória, o que seria fundamental para as nossas pretensões.

Nesta reta decisiva, todos os pontos favoráveis precisam ser exaltados pelo bem da equipe. No Vasco, o retrospecto fora do Rio de Janeiro, somado a um time compacto que Zé Ricardo vem conseguindo montar, são lembrados e vistos como um grande aliado para que ocorra a classificação para a Libertadores. Mesmo necessitando também de combinações - tropeços de Botafogo ou Flamengo -, aliados a sua vitória - ou tirando um diferença de saldo de 15 gols para o Rubro-Negro -, a vaga pelo momento dos adversários está mais perto do Vasco. É a melhor hora para que todo o trabalho de 2017 seja colocado em prática!