HOME - Vasco x Flamengo - Campeonato Carioca - Rodrigo (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Rodrigo está no Vasco em 2014 (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

LANCE!
06/05/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Nos últimos anos, o Vasco está vivendo em uma gangorra. Rodrigo, hoje capitão do time, é a imagem desses altos e baixos. Foi bem na Série B do Campeonato Brasileiro em 2014. No retorno à elite em 2015 não teve o mesmo destaque e o Vasco foi novamente rebaixado. Peça importante do invicto time de Jorginho, ele pode levantar o 1º título como capitão no domingo, contra o Botafogo.

– Minha vida no Vasco é intensa junto com o clube. Eu cheguei em um momento em que estávamos na Série B, depois subimos e caímos de novo, foi uma gangorra. Eu também tive muitos momentos bons e ruins. Sou um cara que, se a equipe estiver bem, fico tranquilo – afirmou o zagueiro de 35 anos, o mais experiente do elenco que vai decidir o Carioca.

Um ponto em que Rodrigo está estável é a presença em campo. Em 2014, foram 44 partidas e cinco gols com a camisa cruz-maltina. Na temporada passada, foram sete gols em 58 jogos. Em 2016, esteve presente em 16 dos 17 jogos disputados no Carioca, e anotou uma vez. A identificação com o Vasco é admitida pelo zagueiro, um dos nomes preferidos pelos torcedores na equipe principal.

– Sinto que hoje a minha identificação com o Vasco está muito grande, eu nunca passei um momento tão grande assim em outro lugar. Aqui, eu me sinto em casa, espero que esse momento meu e do Vasco continue. É um momento único do torcedor, dos jogadores. Essa festa toda de euforia da torcida... Espero que a gente possa retribuir – destacou o capitão.

No domingo, quando entrar em campo no Maracanã contra o Botafogo para os 90 minutos finais do Carioca, Rodrigo quer deixar toda a história de lado e viver o presente. Tudo para poder ser campeão.

A TRAJETÓRIA DE RODRIGO NA COLINA

Chegada com segurança
Após um ótima Brasileirão pelo Goiás em 2013, Rodrigo chegou ao Vasco com no ano seguinte, com um contrato de duas temporadas. Logo em seus primeiros jogos conquistou a torcida na campanha que levou o clube de volta à Série A do Campeonato Brasileiro. Em 2014, foram 44 partidas e 5 gols com a camisa cruzmaltina.

Título carioca, vínculo renovado e rebaixamento

Em 2015, o defensor foi um dos líderes da equipe que conquistou o Campeonato Carioca. Sempre envolvido em polêmicas nos clássicos do Rio de Janeiro, Rodrigo ganhou a confiança de Eurico Miranda e teve seu contrato renovado até dezembro de 2017. No Brasileirão, participou da campanha que acabou com o rebaixamento do Vasco para a Segundona. Na temporada passada, foram sete gols em 58 partidas.

Chance do bicampeonato
Com a braçadeira de capitão, Rodrigo tem a chance de conquistar o bicampeonato estadual. Presente em 16 dos 17 jogos do Vasco no Carioca, e marcou um gol contra o América, na fase de grupos.