RADAR/LANCE!
17/05/2016
00:24
Rio de Janeiro (RJ)

Além de Dunga, Gilmar Rinaldi também foi um dos convidados do programa Bem, Amigos!, do SporTV. Coordenador falou sobre conversa com Gabriel, do Santos, que foi chamado para disputar a Copa América, no mês que vem. Comissão da Seleção acompanhou o atacante de perto, gostou do que viu e decidiu chamar o jogador para a competição, que será disputada nos Estados Unidos.

– Falei para ele no dia que o convoquei: “Quero que você saiba de uma coisa. Se fosse pelas coisas que falam, pelas informações que nós recebemos por aí, você não estaria aqui". Porque ele tem o cabelo assim, mas isso é problema dele, quero saber se ele joga, se obedece o treinador, se entende o que treinador quer, e se as coisas que o treinador pede ele executa. Fomos pessoalmente ver alguns jogos do Santos porque tinham falado tanto, mas ele cumpre, que é o que importa para nós. Se ele tem um comportamento mais descontraído ou não, contando que não seja agressivo e não prejudique o grupo, não tem problema – destacou.


O ex-goleiro também falou sobre Neymar, camisa 10 e capitão da Seleção, que ficou de fora de alguns momentos do Brasil nas competições e que também vem sendo questionado sobre suas atitudes. Gilmar afirmou que tem conversas diretas e claras com o atacante do Barcelona.

– Quanto ao Neymar é muito simples, as coisas com ele são muito claras. As pessoas pensam que a gente não fala com ele, e a gente busca o melhor para ele, para a Seleção e para o Barcelona também. E sempre muito franco. Algumas coisas que ele faz, que têm algum reflexo na Seleção, é claro que incomoda. E conversamos sobre isso – explicou.

Dos 23 jogadores convocados para a competição que será realizada nos Estados Unidos em junho, sete têm idade olímpica: o goleiro Ederson, do Benfica, o lateral-direito Fabinho, do Monaco, os zagueiros Rodrigo Caio, do São Paulo e Marquinhos, Paris Saint-Germain, o lateral-esquerdo Douglas Santos, do Atlético-MG, o meia Rafinha Alcântara, do Barcelona e Gabriel, do Santos.