Fellipe Lucena
17/05/2016
09:10
São Paulo (SP)

Cristiano Simões, empresário de Gabriel Jesus, diz que a proposta da Juventus (ITA), noticiada na sexta-feira passada pelo jornal "La Gazzetta dello Sport", não chegou até ele e nem ao Palmeiras. O agente, dono de parte dos direitos do jogador, ainda diz que os valores divulgados pela imprensa italiana (de 15 a 20 milhões de euros, ou R$ 59 milhões a R$ 78 milhões) não seduzem neste momento.

- Está muito aquém da multa. Hoje, por esse valor, não sai. A matemática é simples: ele está jogando, está desempenhando bem, fazendo gol, e tem uma multa de 40 milhões de euros. É normal que o clube cobre o valor da multa. Se chegar uma proposta muito boa para o clube e para o jogador, a gente pode analisar, mas no momento não tem nada - disse o agente, ao LANCE!.

O Palmeiras, que diz não ter recebido proposta oficial pela joia de 18 anos, mantém a postura de só liberá-lo pelo valor da multa (40 milhões de euros ou R$ 158 milhões), mesmo tendo somente 30% dos direitos econômicos do atleta. O próprio Gabriel Jesus é dono de 15%, enquanto Cristiano Simões tem 32,5% e os demais 22,5% pertencem a Fábio Caran, ex-agente dele.

- Para mim não chegou nada. Pelo que falei com o pessoal do Palmeiras, para eles não chegou nada também - acrescentou Cristiano.

Manchester United, Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique e Paris Saint-Germain também têm um "desconto" se quiserem contratar o atacante: para eles, a multa é de 24 milhões de euros (R$ 95 milhões). Trata-se de uma cláusula do contrato do jogador, que selecionou estes cinco clubes como prioridade para se transferir após a Olimpíada, em agosto.