Bruno Cassucci
04/08/2016
19:39
Enviado especial a Brasília (DF)

Apesar do empate sem gols com a África do Sul, nesta quinta-feira, na estreia da Olimpíada, a atuação da Seleção Brasileira não decepcionou totalmente o técnico Rogério Micale. Embora tenha admitido que a equipe não produziu o que ele esperava, o comandante canarinho viu pontos positivos.

Em entrevista coletiva, ele foi questionado sobre como sentia-se depois do tropeço no Mané Garrincha, em Brasília, e afirmou:

- Misto de sentimentos. Isso faz parte do processo quando não vem o resultado. O importante, como diz o ditado, é como se termina, não como se inicia. Vamos nos fortalecer ainda mais como o grupo, que mostrou ter boa reação em momentos difíceis. Saio com expectativa grande o sentimento de que fizemos o melhor nesse jogo. Podemos evoluir, avançar e tentar corrigir. O importante é se recuperar o mais rápido possível pois temos dois jogos importantes e o objetivo é classificar - comentou.

Micale exaltou a força do adversário desta tarde e mostrou confiança para a sequência da competição. O Brasil está empatado em todos os critérios com seus concorrentes no Grupo A, já que Dinamarca e Iraque também empataram sem gols.

- Acredito que fizemos um bom jogo em alguns momentos, tivemos momentos dentro da partida em que conseguimos controlar melhor o jogo. Enfrentamos equipe bem postada, forte fisicamente, que apostava em bola longa para o Dolly, que abria no lado direito nas costas do Zeca. O jogo de apoio deles também é muito forte, em velocidade. Nossa equipe quando entrou no jogo... Tivemos 15 minutos iniciais ruins, acho que por ser estreia. Acho normal por ser em casa, ter pressão. Quando tivemos um homem a mais trabalhamos com mais gente na frente. Tivemos algumas chances, mas não foi possível marcar. Faltou o gol, um detalhe. Está tudo em aberto, temos expectativa boa ainda - analisou.

A Seleção volta a campo no próximo domingo, às 22h, contra o Iraque, novamente no Mané Garrincha.