HOME - Convocação da Seleção Brasileira - Dunga (Foto: Pedro Martins/AGIF/LANCE!Press)

Dunga está fora (Foto: Pedro Martins/AGIF/LANCE!Press)

Igor Siqueira
14/06/2016
15:25
Rio de Janeiro (RJ)

Terminou a segunda Era Dunga como técnico da Seleção Brasileira. O treinador teve a demissão confirmada nesta terça-feira, depois de uma rápida reunião na CBF com o presidente da entidade, Marco Polo Del Nero.

Além de Dunga, o coordenador de seleções Gilmar Rinaldi não vai permanecer. A CBF ainda anunciou que toda a comissão técnica está dissolvida.

Em nota oficial, a CBF avisou que já vai iniciar a busca pelo novo técnico. No caso, Tite, a bola da vez.  A CBF encerra o texto " a dedicação, a seriedade e o empenho da equipe durante a realização do trabalho".

A reunião que confirmou a demissão de Dunga foi rápida, já que Marco Polo Del Nero já tinha decidido mudar os nomes à frente da Seleção. Foram cerca de 15 minutos entre a chegada de Dunga à sede José Maria Marin e o anúncio da CBF via site.

- Recebemos juntos a notícia e com muito respeito. Agradecemos a oportunidade. É o ponto mais alto do futebol brasileiro e mundial. Por alguns motivos, decidiram mudar a rota. Esse trabalho chega ao fim neste momento. Os resultados não vieram, fizemos de tudo para que viessem, entendo a posição do presidente de trocando a comissão técnica toda. Apesar de eu ser mais administrativo, sou o chefe da comissão, tenho essa responsabilidade e coloquei umas situações agora, na véspera da lista da Olimpíada. Seria egoísmo simplesmente sair. Fico até quinta ou sexta-feira trabalhando para fazer a transição - disse Gilmar Rinaldi, que deu entrevista logo após a confirmação.

Dunga assumiu pela segunda vez a Seleção Brasileira depois do fiasco na Copa-2014, substituindo Felipão. Mas não conseguiu ir bem nos jogos oficiais, tendo acumulado duas eliminações na Copa América e deixando o Brasil em sexto lugar nas Eliminatórias da Copa-2018.