Bernardo Cruz e Igor Siqueira
01/09/2016
20:35
Rio de Janeiro (RJ)

Na goleada sobre o Equador, em Quito, a Seleção teve duas estrelas, além do técnico Tite, que fez sua estreia. Os atacantes Neymar e Gabriel Jesus comandaram o triunfo e mostraram muito entrosamento. Foram deles as duas maiores notas atribuídas pelo LANCE! Confira o desempenho de cada um: 

BRASIL

6,5
ALISSON

Não foi muito exigido pelo ataque do Equador. Precisou mostrar serviço em dois lances e foi bem.

6,5
DANIEL ALVES

Deixou espaços na defesa no primeiro tempo. Melhorou na etapa final, sobretudo no apoio ao ataque.

7,0
MIRANDA

Fez um corte providencial no início do jogo. Mostrou a seriedade de sempre e foi certeiro nos desarmes.

7,0
MARQUINHOS

Acompanhou o desempenho do companheiro de zaga. Foi soberano nas disputas aéreas e ganha espaço no time titular.

7,0
MARCELO

Boa movimentação e apoiando o ataque a todo instante. Deu o passe para o gol de Gabriel Jesus.

7,5
CASEMIRO

Fez uma partida quase perfeita. Deu segurança para a zaga e iniciou a jogada que resultou no primeiro gol.

7,0
RENATO AUGUSTO

Teve papel tático importante. Auxiliou bem na marcação e permitiu uma boa fluência nas jogadas de ataque.

6,5
PAULINHO

Procurou auxiliar tanto na marcação quanto no ataque. Foi um elemento surpresa em alguns momentos. Atuação correta.

5,0
WILLIAN

Acertou algumas tabelas e triangulações ofensivas, mas não repetiu as boas atuações do Chelsea. Ficou devendo.

9,0
GABRIEL JESUS

Teve dificuldades para se achar no início. No segundo tempo, contudo, foi decisivo ao sofrer o pênalti e marcar dois gols em sua estreia pela Seleção principal. 

8,5
NEYMAR

Atuando em sua posição, fez o que se espera. Bateu o pênalti com categoria e participou de dois gols.

7,5
PHILIPPE COUTINHO

Mostrou mais serviço que Willian. Brilhou com jogadas de efeito e participou do segundo gol.

8,5
TITE
Estreia dos sonhos. O Brasil, mesmo com três treinos, foi perfeito taticamente e superior ao rival, mesmo na altitude.

EQUADOR

5,0
DOMINGUEZ 

Cometeu pênalti em Gabriel Jesus. Amarelo ficou barato.

4,0
PAREDES 

Não conseguiu apoiar, abusou da violência, foi expulso.

4,5
ACHILIER 

Não achou o ataque brasileiro depois da expulsão de Paredes.

4,5
ARTURO MINA

Perdeu na corrida para Gabriel Jesus no lance do pênalti.

4,5
WALTER AYOVÍ

Apoiou pouco e ainda falhou em um dos gols de Gabriel Jesus.

5,0
CHRISTIAN NOBOA
 
Meio-campo do Equador ficou muito espaçado.

5,0
GRUEZO

Muito burocrático, não fez o time ter dinamismo.

5,0
ENNER

Valencia Esperava-se mais dele. Produção baixa ofensivamente.

6,0
JEFERSON MONTEIRO

Foi dos mais perigosos, usando velocidade pelo lado.

5,5
MILLER BOLAÑOS

Até tentou lá na frente, deu um chute perigoso.

4,5
FELIPE CAICEDO 

Peça nula no ataque, presa fácil para a zaga brasileira.

4,5
ALEX IBARRA

Entrou muito mal, sucumbiu junto com o time.

5,0
ARROYO

Acrescentou nada à equipe.

5,5
GAIBOR

Teve menos tempo em campo, participação tímida.

4,5
GUSTAVO QUINTEROS

Nem pareceu a seleção que estava na ponta das Eliminatórias. Time irreconhecível em casa.