São Paulo x Fluminense

João Schmidt comemora gol contra o Fluminense no Morumbi no primeiro turno (Foto: Eduardo Viana)

Marcio Porto
17/10/2016
07:30
São Paulo (SP)

Um dos únicos atletas do grupo atual com boa aceitação entre a torcida do São Paulo em meio à crise, o volante João Schmidt terá nova chance de mostrar seu talento nesta segunda-feira, às 20h, contra o Fluminense, no Giulite Coutinho, no Rio de Janeiro. Testado no treino fechado de ontem no CT da Barra Funda, o jogador revelado nas categorias de base do Tricolor voltará ao time titular na vaga de Hudson, lesionado.

O restante do time é uma incógnita, já que Ricardo Gomes escondeu a escalação e pode até alterar a forma de o time jogar. Schmidt tem características para exercer função mais adiantada, como prefere Gomes, ou atuar na frente da área, como Hudson fazia. Dúvidas à parte, não haveria adversário melhor para o retorno do camisa 15 ao time titular.

O Fluminense foi uma das duas vítimas de João Schmidt com a camisa do São Paulo – a outra foi o Trujillanos (VEN), pela Libertadores. No primeiro turno do Brasileiro, ele marcou na vitória por 2 a 1 no Morumbi no duelo entre os tricolores. Abriu o placar com um minuto. Agora, o jovem de 22 quer aproveitar o reencontro para não sair mais do time, já que Hudson passará um período fora em recuperação.

– Se atuar, quero jogar bem para ajudar o São Paulo, porque precisamos sair desta situação. Sempre que visto a camisa do clube é especial. Faremos de tudo para derrotar o Fluminense, mesmo fora de casa, porque precisamos de um resultado positivo – disse o volante, em entrevista ao site oficial do São Paulo.

Ricardo Gomes não vinha dando chances a João Schmidt, apesar do carinho da torcida por ele. Seu último jogo como titular foi no dia 7 de setembro, na derrota de 2 a 1 para o Palmeiras, no Allianz Parque. No clássico, o camisa 15 atuou mais adiantado, como um meia armador. Teve atuação apagada. O técnico acredita que ele rende melhor mais adiantado, mas não está descartado que atue como volante fixo.

Certo é que o São Paulo precisa da vitória para se afastar da zona do rebaixamento. E Ricardo precisa de opções. João é a bola da vez.