São Paulo faz minuto de silêncio pela Chape antes do treino

Jogadores fazem um minuto de silêncio antes do treino (Foto: Ângelo Martins - LANCE!TV)

Marcio Porto
30/11/2016
13:00
São Paulo (SP)

O São Paulo tentou tocar a vida após a tragédia da Chapecoense que abalou o mundo, e treinou na manhã desta quarta-feira. Antes do início da atividade, os jogadores se reuniram em círculo, fizeram uma oração e depois um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do acidente que deixou 71 mortos na Colômbia.

A tragédia ainda interfere na programação dos jogadores, que foram dispensados após o treino. Como o calendário foi alterado em uma semana, com adiamento da última rodada do Campeonato Brasileiro, os são-paulinos ganharam folga e só se reapresentarão na próxima terça-feira à tarde. É uma medida para compensar os dias que terão a menos de férias. A apresentação de Rogério Ceni, que precisou ser adiada, pode acontecer na semana que vem.

- Perguntamos quem tem problema de viagem, passagem, essas coisas. Tem poucos problemas, ainda bem. Então conversamos, daremos a eles esses dias de folga. Não é o melhor, mas é o possível. Então eles se reapresentarão na terça, para um compromisso sério, contra o Santa Cruz, que pode permitir um calendário internacional para o São Paulo ano que vem. Então é isso, para compensar esse adiamento dos jogos, e eventualmente no ano que vem, data Fifa, daremos mais uns três dias a cada um - explicou o diretor-executivo Marco Aurélio Cunha.


O São Paulo ainda enfrenta o Santa Cruz, agora no dia 11, no Pacaembu. Precisa vencer para conseguir uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem. Marco Aurélio também explicou que alguns jogadores podem ser liberados antes do último compromisso.

- Todos ficarão (até a última rodada). Um ou outro, não. O Mena, por exemplo, tomou terceiro amarelo. Se ele precisar sair, vamos entender isso. O Kelvin está em fim de contrato e está se recuperando de uma lesão. Então pode ser liberado. Sempre há as exceções - declarou Marco.

No treino desta manhã, o auxiliar técnico Pintado organizou uma atividade em campo reduzido. A novidade foi Kelvin, recuperado de uma lesão na coxa esquerda. Foi seu primeiro treino com o grupo desde que se machucou, na goleada de 4 a 0 sobre o Corinthians, no dia 5 de novembro.