Rodrigo Caio - São Paulo (Foto: Alan Morici/ Lancepress!)

Rodrigo trabalhou com Autuori por menos de dois meses em 2013 (Foto: Alan Morici/ Lancepress!)

LANCE!
17/11/2015
12:24
São Paulo (SP)

A notícia de que Paulo Autuori pediu demissão do Cerezo Osaka (JAP) nesta terça-feira chegou aos jogadores do São Paulo, clube interessado em contratar o treinador de 59 anos. E, por coincidência, o atleta escalado para conceder entrevista coletiva no CT da Barra Funda foi um dos maiores entusiastas do retorno do técnico ao Tricolor: o zagueiro Rodrigo Caio.

O beque, que se reapresentou no clube nesta terça após defender a Seleção Brasileira Olímpica na semana passada, trabalhou com Autuori em 2013 entre julho e setembro. Apesar do time ter sido derrotado dez vezes em 17 partidas com o comandante, Rodrigo guardou boas recordações por ter sido deslocado para a zaga e efetivado como titular mesmo aos 20 anos de idade.

- Foi um cara que, quando veio, mostrou ser muito diferente como pessoa e profissional. Admiro muito o trabalho dele, mesmo em menos de dois meses de trabalho. Admirei muito o que ele fez aqui. A diretoria vai escolher o perfil que eles desejam, o treinador que eles gostarem, mas é uma pessoa que se eu voltasse a trabalhar, seria de bom gosto - elogiou o camisa 3.

Rodrigo é um dos 11 atletas que trabalharam com Autuori no atual elenco. Desses, apenas Rogério Ceni esteve com o técnico nas conquistas da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes de 2005. A lista ainda tem Denis, Renan Ribeiro, Léo, Lucão, Edson Silva, Reinaldo, João Schmidt, Paulo Henrique Ganso e Luis Fabiano, jogadores que têm feito campanha para que o treinador possa retornar ao clube na próxima temporada.

Veja galeira com os técnicos do São Paulo em 2015 e os alvos para 2016:

- Onde o Paulo passou, ganhou títulos importantes, inclusive aqui. É um grande treinador, que eu admiro muito. E se não for ele, que seja um treinador bom como outros que passaram recentemente e que possa colocar o time nos trilhos na próxima temporada - opinou Rodrigo Caio.

Além de Autuori, Cuca e Diego Aguirre estão sendo monitorados pela diretoria do São Paulo. O primeiro ainda tem mais um ano de contrato com o Shandong Luneng (CHN) e uma multa rescisória milionária. Já Aguirre é visto como uma opção mais distante e foi oferecido pelo empresário Juan Figer. Autuori pediu demissão do Cerezo Osaka nesta terça e deixou o time em quarto lugar na Segunda Divisão japonesa e classificado para os playoffs do acesso.