AmericaMG x São Paulo (Foto:Vinnicius Silva/Raw Image)

Ricardo Gomes na partida contra o América-MG (Foto:Vinnicius Silva/Raw Image)

LANCE!
31/10/2016
22:47
São Paulo (SP)

Mais uma vez, o técnico Ricardo Gomes lamentou as chances desperdiçadas pelo São Paulo, que nesta segunda-feira foi derrotado por 1 a 0 pelo então lanterna América-MG, no Independência. O comandante tricolor disse que sua equipe dominou o adversário, mas não conseguiu concluir com precisão. Foram pelo menos três chances na cara do goleiro João Ricardo, que saiu como herói do Coelho.

- Mesmo antes do primeiro gol, tivemos duas oportunidades, não concluímos. E foi o jogo inteiro. Dominamos, mas não conseguimos concluir. O jogo foi inteiro do São Paulo, mas não tivemos a felicidade de marcar - afirmou Ricardo.

- Dominamos, mas tivemos uma certa exposição por isso, o contra-ataque do gol. Esse foi o único senão. Dominamos bem, principalmente o primeiro tempo, o segundo não. Ficamos expostos. Tivemos uma saída muito rápida dos homens do meio e consequentemente não tivemos a recomposição tão bem feita - completou o treinador.


O ataque do São Paulo é o terceiro pior do Campeonato Brasileiro, com 32 gols, à frente apenas do próprio América-MG (21) e do Figueirense (28). Realidade que vai precisar mudar caso o time queira vencer o Corinthians, adversário do próximo sábado. Ricardo disse que o clássico no Morumbi é fundamental para devolver o moral ao time. De novo, o São Paulo não conseguiu vencer a terceira consecutiva pela primeira vez na temporada.

- Claro que queríamos a terceira vitória, mas temos o clássico de domingo (sábado) para moralizar e voltar, pensar em outros objetivos. Mas tem o clássico que é extremamente importante. Estamos chegando no fim do campeonato e o São Paulo não conseguiu a terceira vitória, isso tem uma leitura. Temos mais uma chance de amadurecer e conseguir essa sequência, principalmente no clássico, para moralizar o grupo. Para ficar na melhor colocação - analisou Ricardo.

O são Paulo segue com 42 pontos na tabela, seis à frente do Vitória, o primeiro da zona do rebaixamento. Em suas contas, o Tricolor precisa de mais três para escapar de vez da degola.