Apresentação do Técnico edgardo Bauza no São Paulo

Edgardo Bauza terá o principal teste desde que chegou na quinta-feira, em seu país (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/Lancepress!)

Marcio Porto
07/03/2016
07:30
São Paulo (SP)

Foram dois meses de trabalho, cujos resultados poderão ser medidos nesta semana. O São Paulo do técnico Edgardo Bauza chega em seu momento mais importante da temporada com problemas e ainda sob muita desconfiança da torcida. O alento é que o jogo pode virar justamente pela importância das próximas três partidas, em menos de uma semana.

A partir de quinta-feira, o São Paulo enfrentará o River Plate (ARG) pela Libertadores, Palmeiras, no domingo, e Trujillanos (VEN), na quarta-feira dia 16. Como disse Lugano, dependendo do resultado do jogo na Argentina, o semestre estará decidido.

Bauza tem em mente que o jogo contra o River é um divisor de águas e vinha pensando no duelo todo dia, toda noite. Esperava uma vitória sobre o São Bernardo para dar mais confiança ao time, mas o resultado foi desastroso. A derrota por 3 a 1 deixou o comandante argentino em apuros.

Isso porque, segundo ele, o time acusou cansaço físico pela primeira vez na temporada, justamente no momento chave. É possível que tenha de fazer mudanças. Não há como fazer previsões.

– Falar sobre o futuro é impossível escrever agora. Pela história desse clube, necessitamos ganhar tudo. Temos um calendário complicado, River, Palmeiras, depois Venezuela. E assim permanentemente. Os atletas já estão preparados para isso, vamos ver se eles respondem no físico – analisou Bauza, após o último tropeço.

Ao mesmo tempo, há jogadores essenciais em má fase. Calleri, principal esperança de gol do técnico, chegou há oito jogos sem marcar e perdeu um pênalti. Centurión ainda não respondeu à confiança e pode haver mais desfalques.

A situação do São Paulo é difícil. Chegou a hora de responder!

HOME - São Paulo x Água Santa - Campeonato Paulista - Calleri (Foto: Maurício Hummens/Fotoarena/LANCE!Press)
Após bom início, Calleri está em má fase  (Foto: Maurício Hummens/Fotoarena/LANCE!Press)


A SEQUÊNCIA DO SÃO PAULO

River Plate
Jogo em Buenos Aires na quinta é um divisor de águas. Se perder, São Paulo fica sem pontos na Libertadores, contra seis do River Plate e seis do The Strongest (BOL), em dois jogos. Resultado obrigaria o time a vencer praticamente os quatro jogos restantes para almejar classificação, sendo que o último será na altitude de La Paz, onde o Strongest dificilmente perde. Vitória daria a moral que o time ainda não teve e precisa desde a chegada de Bauza.

......................

Palmeiras
Clássico no Pacaembu no próximo domingo cresce em importância pelo histórico recente do São Paulo nesses jogos. Ano passado, foram dois duros reveses para o rival: 3 a 0 e 4 a 0. Este ano, time já perdeu para o Corinthians por 2 a 0 e a torcida tem ficado irritada. É jogo para dar moral.

......................

Trujillanos
Duelo na Venezuela, na quarta-feira do dia 16 pode fechar uma sequência positiva ou praticamente definir a eliminação do time na Libertadores. Nas contas do técnico Bauza, para classificar o time precisa vencer os dois jogos contra os venezuelanos. Viagem longa preocupa a comissão técnica.