HOME - São Paulo x São Bernardo - Campeonato Paulista - Bauza (Foto:  Ale Vianna/Eleven/LANCE!Press)
LANCE!
13/03/2016
13:48
São Paulo (SP)

Faltou gol para o São Paulo no clássico contra o Palmeiras e faltará tempo para Edgardo Bauza corrigir os problemas no time antes da partida contra o Trujillanos, pela Copa Libertadores. A delegação são-paulina embarca já nesta segunda-feira rumo a Venezuela e a derrota por 2 a 0 terá que ser resolvida por meio de conversas e vídeos. A partida pelo torneio continental acontece na quarta-feira, às 19h30. 

- Precisamos de tempo para trabalhar e não temos, tentaremos com conversa, vídeos, para ver se melhoramos a efetividade. Porque isso não está bom. Sabíamos que seria complicado, não temos tempo para trabalhar aqui no Brasil, calendário corrido. Estamos nos acostumando a conversar com os jogadores - disse, para logo completar: 

- Alguns jogos fomos melhores e não ganharam, foram diferentes. O problema maior foi a falta de contundência. O domínio tivemos, faltou converter. Creio que a falta de gols nos impediu de ganhar. Chegamos, perdemos gols. Tivemos uma atitude boa, defensivamente trabalha muito, se organiza. Nos falta melhorar na frente. 

O treinador foi além na análise do revés são-paulino, e elogiou o primeiro tempo de seus comandados. A equipe teve algumas chances de fazer o gol e não conseguiu concluir. Na etapa final, Bauza apostou em seus titulares, como Ganso, Calleri e Centurión e viu o Palmeiras vencer o confronto. 

- Acredito que dentro das possibilidades, estávamos bem. Principalmente no primeiro tempo, quando tivemos o controle do jogo. Salvo os últimos dez minutos, quando Palmeiras chegou. No segundo, estava tudo igual. Com as mesmas caracterísitcas, contra-ataque muda tudo. Deu a chance ao Palmeiras de jogar mais atrás. Joguei o time para frente e não deu - completou.