Victor Ferraz

Victor Ferraz atuou por 65 minutos na derrota do Santos por 1 a 0 neste domingo (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

LANCE!
23/11/2015
08:15
Santos (SP)

O lateral-direito Victor Ferraz não só voltou a ser relacionado pelo Santos após dois meses lesionado, como também foi titular da equipe na derrota deste domingo, por 1 a 0, diante do Coritiba, no Couto Pereira. Sem jogar desde o fim de setembro, em partida contra o Internacional, o camisa 4 atuou por 65 minutos na 36ª rodada do Brasileirão e se mostrou disposto, mesmo com pouco ritmo de jogo, a ser titular do Peixe no compromisso desta quarta-feira, contra o Palmeiras, pela ida das finais da Copa do Brasil.

- Me senti bem, sem incômodo, sem dores. Tinha sido combinado com o Dorival que eu jogaria 50 minutos e foi uma decisão sensata, porque o campo estava pesado. Agora até quarta-feira é só pensar na final. Joguei e trabalhei o ano inteiro para isso, e se ele quiser contar comigo eu vou estar à disposição - afirmou o lateral-direito, antes de completar relembrando o "drama" do tratamento da lombalgia mecânica aguda que o afastou por dois meses.

- Cara, foi muito difícil a lesão. Muito mesmo. Vivi um drama, realmente. Pensei depois de ficar fora contra o Figueirense (jogo seguinte ao compromisso diante do Internacional) que voltaria logo, mas fiquei 50 e poucos dias fora. Foi complicado. Mas agora estamos de volta - disse o lateral-direito do Peixe.

Além da lombalgia, Victor Ferraz teve complicações em seu tratamento em razão de uma alergia aos medicamentos recomendados. Quando tentou voltar, as dores voltavam junto, e assim ele foi baixa da equipe por dez partidas. Neste período, Daniel Guedes foi titular da lateral direita do Santos e ganhou elogios de Dorival. Porém, contra o Palmeiras, Victor deve recuperar sua condição.

- Era definido que o Victor jogaria, da mesma forma que o Lucas Lima, que fez a saída para a Seleção, atuou pouco e precisava de um trabalho. O Victor estava programado também. Nesse jogo do Coritiba não esperava perder o Serginho (saiu lesionado aos 41 minutos do primeiro tempo), então tivemos alteração precoce e tive que inverter minhas expectativas. Optei por uma condição que resguardasse os jogadores para o jogo de quarta - explicou o treinador.