Léo Saueia e Russel Dias
02/09/2016
08:40
São Paulo e Santos (SP)

Thiago Maia começou a ser titular em 2015, quando Renato estava lesionado. Após o camisa 8 se recuperar, o técnico Dorival Júnior manteve os dois juntos no time, sendo essa uma de suas poucas alterações em relação à equipe que vinha jogando até então. Formada essa dupla de volantes, o meio de campo passou a ser fundamental no time.

Mais do que um pulmão, o setor é o coração do Alvinegro comandado por Dorival. Por causa de Renato e Thiago Maia, o meio de campo é o setor que mais rouba bolas e dá passes em toda a equipe. Na prática, desarmam para iniciar as jogadas, seja à frente da zaga ou nas laterais do campo, já que Victor Ferraz e Zeca atacam bastante.

Os números comprovam a tese. Volante de mais marcação e mesmo desfalque em seis rodadas por conta da disputa da Olimpíada no Rio de Janeiro, Thiago soma 37 desarmes no Brasileirão, seis atrás do líder. O melhor no quesito? Justamente Renato, com 43. 

Já nos passes, a entrosada dupla também se sobressai em relação aos demais. O experiente camisa 8 já acertou exatos 1107 na competição nacional, sendo o segundo melhor da equipe. Thiago Maia vem logo atrás, com 853. Talvez atenta aos números, a diretoria não mediu esforços para que uma de suas principais revelações seguisse por mais tempo no clube.

Juntos novamente após hiato na Olimpíada, Thiago e Renato esperam contaminar o resto do "corpo" santista com passes e desarmes. Thiago Maia tem a obsessão por títulos como norte para fazer história no clube e seguir os passos do companheiro. Antes que isso aconteça, porém, o garoto já tem muito para estar no coração dos santistas.