O LBCD é anexo à Universidade Federal do Rio de Janeiro e foi suspenso pela Wada (Foto: Divulgação)

O LBCD é anexo à Universidade Federal do Rio de Janeiro e foi suspenso pela Wada (Foto: Divulgação)

Guilherme Cardoso
24/06/2016
19:43
São Paulo (SP)

O Comitê Olímpico Internacional (COI) está de olho na situação do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD), que teve seu descredenciamento anunciado nesta sexta-feira pela Agência Mundial Antidoping (Wada). O laboratório brasileiro tinha sido informado sobre a situação na última quarta-feira e, no dia seguinte, o COI entrou em contato com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

"Ficamos sabendo sobre o anúncio da Wada que eles tinham suspendido a credencial do laboratório do Rio de Janeiro. Isso não vai afetar a integridade ou a forma do programa de testes dos Jogos Olímpicos Rio-2016. O COI vai decidir qual laboratório será usado depois da indicação da Wada, que é responsável pelo credenciamento dos laboratórios antidoping", declarou o Comitê Internacional em nota enviada ao site do LANCE!.

A postura adotada pelo COI vai ao encontro do discurso do Comitê Rio-2016. Os organizadores locais da Olimpíada do Rio afirmaram que vão aguardar uma decisão final da Wada sobre a situação para definir quem será o responsável pela realização dos testes antidoping dos Jogos. Até então, todos os exames seria de responsabilidade do LBCD.

Existe até a possibilidade de os testes serem enviados para fora do país, como aconteceu durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Na ocasião, o LBCD passava por reformas para se adaptar às normas da Wada.