O LBCD é anexo à Universidade Federal do Rio de Janeiro e foi suspenso pela Wada (Foto: Divulgação)

O LBCD é anexo à Universidade Federal do Rio de Janeiro e foi suspenso pela Wada (Foto: Divulgação)

LANCE!
24/06/2016
14:57
São Paulo (SP)

O até então único laboratório brasileiro credenciado pela Agência Mundial Antidoping (Wada) teve sua licença suspensa provisoriamente. Segundo a entidade, o motivo da suspensão foi a falta de conformidade com as regras internacionais laboratoriais (Padrões Internacionais para Laboratórios - ISL).

O Brasil já esteve na mira da Wada anteriormente, quando foi colocado em uma lista de atenção devido aos problemas no controle de dopagem no país, como a falta de um tribunal único para julgamento dos casos. A suspensão ao laboratório, porém, data retroativamente do dia 22 de junho.

"A Wada irá trabalhar próxima ao laboratório no Rio de Janeiro para resolver os problemas identificados. A Agência irá assegurar que, durante esse período, as amostras sejam transportadas de forma segura, rápida e sob custódia para outro laboratório da Wada no mundo", disse o diretor geral da Agência, Olivier Niggli.

Por conta da suspensão, o Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD) não pode realizar nenhum tipo de análise em amostras de sangue ou urina. A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) pode apelar à decisão para a Corte Arbitral do Esporte em até 21 dias.

"Os atletas podem ter confiança de que a suspensão será apenas retirada pela Wada quando o laboratório estiver operando em seu primor e que a melhor solução será posta em prática para garantir que as análises de amostras para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro será robusta", completou Niggli.

Segundo um comunicado publicado no site da Wada, um comitê disciplinar será formado para analisar o caso. Esse grupo irá emitir uma recomendação à Wada quanto ao passo a seguir a respeito do Laboratório.

A ABCD, inclusive, emitiu uma nota oficial reiterando a importância do LBCD, especialmente em um período tão próximo à realização da Olimpíada no Rio de Janeiro, que terá sua abertura no dia 5 de agosto.

"A ABCD reitera a importância do LBCD para a realização dos testes antidopagem durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, e como legado técnico-científico na luta contra a dopagem no esporte. A ABCD confia no trabalho desempenhado pelo laboratório – com mais de 2,5 mil testes realizados desde sua inauguração – e tem a forte expectativa de que a instituição tomará todas as providências necessárias para que a suspensão provisória imposta preventivamente pela WADA seja revista o mais breve possível", informou em nota.