Thiago Ferri
06/01/2017
07:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras não terá o volante Gabriel em 2017. O clube divulgou nota na noite desta quinta-feira informando que, embora tivesse um pré-acordo com o jogador, não irá renovar o seu contrato. Assim, ele está liberado para conversar com outras equipes. O Corinthians e Genoa (ITA) têm interesse nele.

"O Palmeiras decidiu nesta quinta-feira (05), em comum acordo, que não renovará o contrato do volante Gabriel. O clube alviverde tinha um pré-acordo com o atleta, mas optou por liberá-lo deste compromisso, permitindo, assim, que ele conversasse com outras agremiações. O Verdão agradece ao atleta pelos serviços prestados ao longo dos dois últimos anos e deseja sucesso na sequência da sua carreira", diz a nota no site do Palmeiras.

A saída já vinha ganhando forma, pois o volante estava sem vínculo com o Verdão desde o dia 31 de dezembro, quando venceu também a preferência de compra dos direitos econômicos com o jogador. Desde então, a concorrência e o alto valor da negociação fizeram as conversas esfriarem.

Gabriel estava emprestado pelo Monte Azul-SP até o fim de 2016, e o Verdão deveria pagar 4 milhões de euros (R$ 14 milhões) para adquirir os 100% dos direitos do jogador ao fim do vínculo. Em setembro, o clube se aproximou de um acordo por cinco temporadas, comprando apenas uma fatia do atleta por R$ 5 milhões. Só que na ocasião, o jogador não assinou o contrato.


Na festa do título brasileiro, Alexandre Mattos no carro aberto pediu: "assina, Gabriel", mas o ano acabou sem definição. Outros clubes mostraram interesse no meio-campista, como o Genoa (ITA) e o Corinthians. Isso fez com que o valor aumentasse, e consequentemente afastou o Palmeiras.

Ao mesmo tempo, o atual campeão brasileiro buscou outras opções no mercado, como Felipe Melo, principal reforço da janela no Palmeiras. O Verdão ainda chegou a fazer uma consulta pelo ex-corintiano Petros, que está no Real Betis (ESP). De acordo com a imprensa espanhola, o clube estava disposto a pagar pelo jogador perto de R$ 5 milhões, justamente a quantia que antes iria investir em Gabriel. Esta negociação, porém, também não avançou.

No Corinthians, o jogador de 24 anos foi uma indicação do técnico Oswaldo de Oliveira, com quem trabalhou no Botafogo, mas que também agrada muito a Fabio Carille, efetivado no comando após a demissão de Oswaldo. Além do nome cativar comissão técnica e diretoria, a posição é uma das prioridades na formação do elenco alvinegro. O arquirrival palmeirense, porém, sabe que não terá facilidades para viabilizar o acordo financeiramente. Na Europa, é o Genoa (ITA) quem monitora o meio-campista.

Além de Gabriel, o Palmeiras ainda pode perder mais dois volantes: Arouca e Matheus Sales. O primeiro negocia com o Atlético-MG, mas vive um imbróglio entre empresários, e o segundo interessa ao Fluminense. Rodrigo, que jogou apenas poucos minutos na última partida de 2016, contra o Vitória, Thiago Santos, Moisés e Tchê Tchê são as outras opções no setor.

Gabriel tem 61 jogos pelo Palmeiras e três gols. As 40 primeiras partidas ocorreram no primeiro semestre de 2015, quando parou após uma lesão séria no joelho esquerdo. Sua volta aconteceu apenas em 2016, e então veio outra lesão séria, esta na coxa. Quando voltou no Brasileiro, o time já estava encaixado com Moisés e Tchê Tchê. Ele fez nove jogos na campanha do título e tem um gol, na última rodada, contra o Vitória.