Após sequência ruim, Oswaldo de Oliveira entra na vaga de Cristovão Borges)

Oswaldo fala sobre pressão de escalar Gabriel Jesus (Foto: Gilvan de Souza/LANCEPRESS)

RADAR/LANCE!
19/02/2016
16:44
São Paulo (SP)

Demitido do Palmeiras em junho do ano passado, o técnico Oswaldo de Oliveira revelou um dos motivos que acredita ter levado a diretoria alviverde tomar tal decisão. Segundo o treinador, atualmente sem clube, quando estava no comando do Verdão, a pressão para escalar Gabriel Jesus foi um fator decisivo para que ele fosse desligado do clube.

- Foi uma luta muito grande ano passado, todo mundo forçando: "Pô, Oswaldo, tem que botar o Gabriel para jogar". E eu: "Vamos com calma, vamos com calma, vamos com calma!". Mas é uma coisa que acaba extrapolando e acho até que há uma referência sobre esse caso na minha saída do Palmeiras. Quando tento controlar uma coisa que ninguém mais consegue controlar, quem vai sair é quem está tentando controlar - afirmou, o ex-comandante do Verdão, em entrevista ao Seleção SportV.

O treinador, que saiu do clube tendo alcançado apenas uma vitória em seis jogos disputados no último Campeonato Brasileiro, ainda disse que tentou a todo custo controlar as pressões, porém, o esforço foi em vão.

- Você estava aí, você acompanhou meu trabalho e minha luta desde o início para que as coisas fossem controladas, chegou até a alguns extremos - finalizou.

Depois do Palmeiras, Oswaldo ainda treinou o Flamengo, mas deixou o clube com menos de seis meses de trabalho.