Thiago Martins

Levado aos profissionais no ano passado, Gabriel Jesus começou 2016 com pouco brilho (Foto: Cesar Greco)

LANCE!
04/02/2016
10:30
São Paulo (SP)

Mesmo que na reserva, Erik é um dos reforços mais elogiados neste começo de temporada no Palmeiras. O camisa 14 é a principal ameaça a Gabriel Jesus, que não balança as redes desde outubro e não fez bons jogos neste início de ano. Apesar do momento de pouco brilho, o garoto de 18 anos foi defendido por Marcelo Oliveira.

– O Jesus está bem taticamente e fisicamente. Por ser jovem, pela própria natureza, ele se entrega muito e ajuda. Ele pode melhorar um pouco tecnicamente, mas se ele tiver qualquer oscilação é importante dar confiança, porque ele certamente vai encaixar uma boa jogada de contra-ataque e voltará ao normal – disse o comandante.

Levado aos profissionais no início do ano passado, Jesus tornou-se titular com Marcelo Oliveira no segundo semestre. Para 2016, o clube trouxe Erik, destaque no Goiás, e o jogador chamou a atenção nos treinos. Ele entrou bem contra o Libertad (PAR) e foi titular diante do Nacional. Nessa quarta, o técnico chegou a colocá-lo na vaga de Gabriel Jesus durante o treino coletivo, mas não cogita mudar seus atacantes por enquanto.

- A ideia é começar com o Gabriel Jesus, sabendo que ele (Erik) está treinando bem, é um atleta que participa das jogadas ofensivas e defensivas - explicou.

Neste início de ano, o camisa 33 passou em branco e contra o Botafogo perdeu uma excelente chance, cara a cara com Neneca. Marcelo diz que dará ênfase no trabalho de finalizações com o comandado.

– Temos feito trabalhos de finalização e com este atleta pensamos nisso, de fazer lance frente ao goleiro. É uma questão de sair um gol ou outro (para embalar) – completou.

Desde que se tornou profissional, Gabriel Jesus fez 40 partidas e marcou sete vezes. Nesta noite, contra o São Bento, o camisa 33 receberá mais uma chance - ele foi titular em dois dos três jogos na temporada até agora.