Torben Grael é o primeiro brasileiro indicado para o Hall da Fama da Federação Internacional de Vela (Foto: Wander Roberto/Inovafoto e Fred Hoffman)

Torben Grael é o primeiro brasileiro indicado ao Hall da Fama da Federação Isaf (Foto: Wander Roberto/Inovafoto)

LANCE!
13/11/2015
14:28
Alicante (ESP)

Torben Grael foi anunciado nesta sexta-feira como um dos mais novos integrantes do Hall da Fama da vela, em cerimônia na cidade chinesa de Sanya. Aos 55 anos, ele se tornou o primeiro brasileiro a figurar na lista da modalidade.

Dono de cinco medalhas olímpicas, sendo duas de ouro (na classe Star em Atlanta, em 1996, e em Atenas, em 2004, ambas ao lado de Marcelo Ferreira), além de uma prata e um bronze, Torben é o velejador com o maior número de pódios na história dos Jogos, ao lado de Robert Scheidt e do britânico Ben Ainslie.

– Fiquei muito orgulhoso e lisonjeado. Não é todo dia que um atleta entra para o Hall da Fama do seu esporte. Existem muitos velejadores no Brasil e no mundo que podem receber essa homenagem e que estarão em indicações futuras. Ser incluído logo na segunda indicação é fantástico. Não esperava – afirmou Torben.

Outro que entrou para a lista foi o neozelandês Sir Peter Blake. Eles se juntam a Valentin Mankin, Buddy Melges, Harold Vanderbilt, Alessandra Sensini e Dennis Conner no Hall da Fama da Federação Internacional de Vela (Isaf).

A notícia veio em boa hora para a família Grael. Nesta semana, Lars Grael, irmão de Torben,  conquistou o Campeonato Mundial de Star ao lado de Samuel Gonçalves, em Buenos Aires (ARG).

Atualmente, o brasileiro trabalha como treinador-chefe da equipe brasileira de vela. Sua filha, Martine, é atual campeã mundial da 49er FX, ao lado de Kahena Kunze, e foi eleita a melhor atleta olímpica brasileira de 2014. Além disso, o filho Marco busca vaga na Rio-2016, na 49er.