SUPERLIGA FEMININA 16/17: Duelo paulista abre a sexta rodada

Cronfronto paulista na Superliga feminina (Foto:Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBV)

LANCE!
23/11/2016
16:26
São Paulo

A Superliga Feminina 16/17 chega à sexta rodada do primeiro turno, com partida de abertura marcada para esta quinta-feira com o confronto entre Genter Bauru Vôlei (SP) e São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), às 18h, no ginásio Panela de Pressão em Bauru (SP). A duelo paulista será transmitido pelo SporTV.

As duas equipes vêm embaladas de vitórias na rodada anterior, com o time da casa na quinta posição, com nove pontos (três vitórias em cinco confrontos), enquanto as visitantes venceram pela primeira vez e estão em nono com apenas três pontos.

O Genter Bauru Vôlei tem como trunfo o volume de jogo em que é o melhor do campeonato, e ainda tem a líbero dominicana Branda Castilho que lidera as estatísticas de passe e defesa. O treinador do clube do interior paulista, Marcos Kwiek, prevê uma partida equilibrada, mas conta com o apoio do torcedor.

- Enfrentamos o time de São Caetano diversas vezes já nesta temporada, como no Paulista, na Copa São Paulo e nos Jogos Abertos, então já estamos acostumados a enfrentar. Do lado de lá elas têm uma levantadora experiente (Diana), que joga com muita velocidade com as centrais, é um time bem equilibrado. Precisaremos forçar o nosso saque para dificultar o passe e neutralizar essas jogadas. Temos o fator casa a nosso favor, nossa torcida sempre comparece e faz a diferença - contou Kwiek.

Se no lado bauruense a defesa é o ponto forte, no São Cristóvão Saúde/São Caetano o bloqueio é o destaque. A equipe do ABC tem o melhor desempenho neste fundamento até o momento e a ponteira Fernanda Tomé também está em primeiro no aspecto individual. O treinador Haírton Cabral, que dirige o time de São Caetano, comentou sobre a expectativa para o confronto.

- Viemos de uma sequência difícil de jogos forra de casa e contra equipes muito fortes. Agora começamos a entrar em um bom momento, demos uma respirada após a última partida. Nosso bloqueio tem se destacado e dificultando bastante as ações de ataque dos adversários. Precisamos fazer alguns ajustes no passe e, com isso, incrementar nosso ataque. Jogamos algumas vezes contra o time de Bauru nesta temporada, mas eu acompanhei de longe pois estava com a seleção Sub-22 do Brasil. O confronto desta quinta-feira será diferente, pois do lado de lá chegaram alguns reforços, mas será uma partida equilibrada - disse Haírton.