Denver x Pittsburgh

Peyton Manning tem atuação discreta contra o Steelers. Mas faz o suficiente para levar o Broncos a mais uma decisão da AFC e terá pela frente o  eterno rival  Tom Brady e o New England Patriots  (Foto: Dustin Bradford/AFP)

RADAR/LANCE!
17/01/2016
23:36
Denver (EUA)

Melhor time da AFC na temporada regular, o Denver Broncos derrotou na noite deste domingo por 23 a 16 a equipe do Pittsburgh Steelers e com isso assegurou a vaga na final da sua conferência. O jogo será contra o New England Patriots, numa reedição da final de 2013/2014, quando o Broncos venceu por 26 a 16. Porém, mais do isso, as atenções estarão voltadas para o duelo entre os dois maiores quarterbacks da história: mais uma vez Peyton Manning terá pela frente Tom Brady. Eles se enfrentaram em três finais (nas outras duas Manning defendia o Colts) e Payton leva vantagem: 2 a 1.

Quem levar a melhor no duelo dos gigantes avançará para o Super Bowl, que será no dia 7 de fevereiro, em San Francisco, contra o campeão da NFC, Carolina Panthers ou Arizona Cardinals. 

Individualmente, o grande destaque da partida foi do Pittsburgh Steelers, o wide receive Martavis Bryant. Ele teve 154 jardas de recepção e ainda correu para 40 jardas. Foi o melhor corredor e o melhor recebedor do Steelers. O quarterback Ben Roethlisberger fechou a partida com 24 passes certos em 37 tentados e 339 jardas, sem TD nem interceptação. Foi também do Steelers o vilão. O running back Fitzgerald Toussaint estava muito bem na partida, fez o único TD do Pittsburgh, mas, quando o time vencia por 13 a 12 já na reta final da partida, perdeu a bola que gerou a virada do rival.

No Denver Broncos, o destaque foi o bom trabalho defensivo. Peyton Manning apresentou números discretos, com 21 passes em 37, 222 jardas e nenhum TD ou interceptação. O recebedor Emmanuel Sanders, com 85 jardas, e o corredor CJ Anderson, com 72 jardas e um touchdown,  foram bem.  Vale ressaltar a eficácia do kicker Brandon McManus. Ele acertou seus cinco field goals. 
 

Jogo truncado 
O primeiro tempo foi equilibrado e com raras emoções, já que os setores ofensivos estavam pouco inspirados. Com o Pittsburgh Steelers passando em branco nos primeiros ataques, quem abriu o placar foi o Denver Broncos ao acertar dois fáceis field goals de 28 e 41 jardas, chutados por McManus.

O Pittsburgh tinha dificuldade para sair da marcação dos donos da casa. Quando conseguiu evoluir, arriscou demais e passou em branco. Numa quarta descida para nove, em vez de ir para o field goal, Big Ben arriscou um passe incompleto e devolveu a bola ao inimigo.

O jeito foi o Pittsburgh mudar o seu estilo de ataque. Como Big Ben tem seu jogo baseado no passe e os recebedores estavam bem marcados, o lançador buscou , na quarta campanha, avanços por terra. Deu muito certo. Primeiro, o wide receiver  Martavius Bryant deu uma de running back e conseguiu ótima corrida terrestre de 40 jardas. Sem saber como decifrar as jogadas do rival, o Denver cedeu espaços para que Fitzgerald Toussaint, o running back do Steelers, conseguisse, em duas corridas, chegar ao TD e colocando o seu time na frente em 7 a 6.

Denver x Pittsburgh
Big Ben  prepara a jogada. Embora tenha feito um bom jogo, o Steelers foi derrotado e está eliminado (Foto: Dustin Bradford/AFP)

Mas este foi o único ataque realmente eficaz do primeiro tempo. O Steelers conseguiu uma ou outra jogada mais aguda, como um passe de 58 jardas para um alvo improvável (Darrius Heyward-Bey) que colocou o time em posição para chutar e acertar um field goal para ir a 10 a 6 e mais nada.  

O Denver Broncos seguiu com seus recebedores apagados, o que prejudicava o jogo  do veterano Peyton Manning. Para ilustrar, o recordista de passes e TDs da história da NFL tentou 22 lançamentos no primeiro tempo e acertou somente 11, para 99 jardas. Sem chegar perto do gol, restava ao Broncos os chutes para que ele não deixasse o Pittsburgh desgarrar. No último segundo do primeiro tempo McManus acertou um FG de 51 jardas, deixando o placar em 10 a 9.


Erro define o jogo


O terceiro quarto seguiu na mesma toada, com os times só movimentado o placar  no  field goal, (um, cada).
 
Porém, no último quarto, um erro do Pittsburgh mudou o jogo.  O running back Toussaint, que fazia ótima partida, sofreu um fumble recuperado pelo Denver Em seguida, Peyton Manning  fez a sua melhor jogada: um passe de 31 jardas para Bennie Fowler. Em seguida, uma corrida de Emmanuel Sanders deixou o time da casa na linha de cinco jardas.  Depois de três ataques, CJ Anderson fez o primeiro TD do Denver virando o jogo. E a conversão de dois pontos de Demaryius Thomas jogou  o placar  para 20 a 13.

Big Ben não conseguiu viabilizar os passes e ainda foi sacado numa quarta jogada para 5  quando estava restando pouco menos de dois minutos para o fim. Com a bola já em posição de chute, o Denver Broncos  deixou o tempo passar e chamou McManus para que ele acertasse o seu quinto field goal (este de 41 jardas) na partida.

Com poucos segundos para o fim, o Pittsburgh ainda chegou até a linha de field goal, converteu o seu chute levando a partida para 23 a 16 e,  restando 19 segundos no relógio, tentou recuperar a bola através de um onside kick para buscar o empate. Mas esta ficou com o Denver Broncos e o jogo acabou.

Fala, Manning!

Mal teve o apito final e a primeira pergunta para Peyton Manning foi sobre o jogo contra Tom Brady.

- Vamos celebrar esta vitória, que só foi possível por causa do trabalho da nossa defesa. Porém, não é bom que venham com esta história de Manning contra Brady. O jogo é coletivo e a decisão é entre o Denver Broncos e o New England Patriots , disse.