Lamine Diack (Foto: Fadi Al-Assaad/Reuters)

Lamine Diack, ex-presidente da Iaaf, é o centro das denúncias de corrupção (Foto: Fadi Al-Assaad/Reuters)

LANCE!
10/02/2016
18:50
São Paulo (SP)

O escândalo de corrupção que envolve a Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf), encobrindo casos sistemáticos de doping e chantageando atletas flagrados em exames, já afeta financeiramente a entidade.

Nesta quarta-feira, a Nestlé, patrocinadora de um programa de jovens da Iaaf desde 2012, rompeu a parceria por conta dos problemas que assolaram o esporte em 2015.

“Essa decisão foi tomada em vista da publicidade negativa associada às alegações de corrupção e doping feitas contra a Iaaf”, disse a porta voz da Nestlé, Lydia Meziani, em e-mail à agência de notícias francesa AFP.

Essa foi a primeira perda de patrocínio da entidade após as denúncias. No último mês, veiculou-se que a Adidas poderia ser mais uma empresa a romper com a entidade.