Filha de Renato Gaucho Carol Portaluppi

Renato Gaúcho foi campeão da Copa do Brasil com o Grêmio na última quarta (Foto: JEFFERSON BERNARDES/AFP)

RADAR/LANCE!
08/12/2016
20:35
Porto Alegre (RS)

A declaração de Renato Portaluppi na última quarta-feira, dia da conquista da Copa do Brasil pelo Grêmio, não caiu bem entre os profissionais do futebol. O comandante do Tricolor disse que 'treinadores que precisam estudar vão para Europa, quem não precisa, para praia'. Nesta quinta, Renato se explicou e disse que não foi interpretado corretamente.

- Eu gosto de ser, às vezes, aquele Renato que foi na entrevista de ontem (quarta), mas infelizmente no nosso país algumas pessoas interpretam de maneira diferente. Você começa a fazer alguma brincadeirinha, que acho que é bom para o futebol, não só por parte do treinador, mas até por parte dos jogadores, porque o torcedor gosta disso, e muita gente interpreta mal, começa achar que é brincadeira, que não leva o futebol a sério, que não tem perfil para treinador, fica difícil - afirmou, em entrevista ao SporTV, complementando:

- Eu gosto de ficar alegre, de fazer brincadeiras, até porque o futebol precisa. Não atingi ninguém com esse meu discurso, repito ele normalmente, quem conhece, conhece. Não ofendi ninguém, se alguém quer estudar na Europa vai, tem todo direito. Quem se garante não precisa estudar tanto assim - concluiu.

Renato Gaúcho está em sua terceira passagem no Grêmio (2010/2011, 2014 e, agora, em 2016), e conquistou seu primeiro título relevante com o clube. Nesta última quarta, o Tricolor empatou em 1 a 1 com o Atlético-MG, na Arena, e levantou a taça da Copa do Brasil. O título findou o período de 15 anos do time gaúcho sem conquistar títulos nacionais.