Dirceu Krüger

Com a faixa de capitão, Krüger puxou a fila de jogadores. (Divulgação/Coritiba)

Guilherme Moreira
25/02/2016
22:13
Curitiba (PR)

Se o empate não foi o esperado em um jogo festivo, a presença de Dirceu Krüger, 70 anos, foi uma alegria no empate por 3 a 3 entre Coritiba e Rio Branco nesta quinta-feira, pela sexta rodada do Campeonato Paranaense. O duelo marcou mais uma homenagem à pessoa que dedicou 50 anos de sua vida ao Coxa.

Registrado no Boletim Informativo Diário (BID) e relacionado para o confronto, o ex-atleta esteve com o time no hotel e vestiário antes da partida, fora ter subido com os jogadores para o campo. O atual supervisor das categorias de base ainda participou dos hinos estadual e nacional, além de posar para foto oficial e dar o ponta pé inicial da partida. 

- Não tenho palavras para descrever ao que estou sentindo nesses dias. Só tenho a agradecer, a toda torcida, aos companheiros, ex-jogadores, funcionários e também minha família - comentou.

Vestido como jogador e com a braçadeira de capitão, Krüger teve mais um dia emocionante pelo clube paranaense. Nesta noite, aos gritos de “Olê, olê, olê, olê, olê... Krüger! Krüger!” vindos da arquibancada, o camisa 50 deu volta olímpica no estádio e foi aplaudido de pé pelos torcedores.

Antes disso, na quarta-feira, o funcionário coxa-branca ganhou uma estátua em tamanho real na frente do Estádio Couto Pereira, com cerimônia e a presença de ex-atletas, diretoria e centenas de torcedores do Verdão. Emocionado, Krüger ficou marcado mais uma vez na história coxa-branca. Homenagens exemplares do Coritiba, que valorizou o passado e uma grande parte de sua centenária história.