torcida Atlético-PR

Torcedores madrugaram na Arena da Baixada para garantir ingressos. (Rodrigo Carvalho/PGTM Comunicação)

Guilherme Moreira
04/05/2016
18:39
Curitiba (PR)

A torcida do Atlético-PR esgotou os bilhetes para a finalíssima do Campeonato Paranaense de domingo, às 16h, no Estádio Couto Pereira, diante do Coritiba. A venda na Arena da Baixada, entretanto, deu confusão.

Desde o final da tarde de terça-feira, torcedores do Furacão acamparam em frente ao estádio para garantir suas presenças na decisão. A comercialização, que foi antecipada na hora das 10h para 9h15 desta quarta, foi marcada por muito tumulto.

Muitos adeptos, que chegaram no dia anterior, reclamaram da falta de organização do clube paranaense e da ausência de seguranças para orientar a multidão. Não era difícil ver torcedores furando fila ou aproveitando brechas para se adiantarem na compra. Bate-boca e gritos de "Vergonha" foram frequentes. 

- A maioria que está aqui chegou ontem ainda. E aí chegou um pessoal perto das 9h e começou a furar fila. Usam crianças e idosas para furar fila. A gente se sente injustiçado, porque falta organização - disse Adel Assad, à Rádio CBN.

Pelo twitter, o presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia, se desculpou por toda a confusão. O dirigente rubro-negro alegou que o sistema interno teve falha e, por isso, houve demora na bilheteria. O mandatário ainda lamentou a atitude dos "espertinhos" que passavam na frente dos outros.

- Sem palavras para nos desculpar com os sócios por este fiasco nas vendas físicas dos ingressos para o Atletiba! Nosso sistema deu pane! Perdoem! Como as vendas seriam só para os sócios, erramos também em pensar que haveria educação e respeito aos que chegaram primeiro! Infelizmente! - afirmou.

Com o ingresso custando R$ 100 (R$ 50 a meia-entrada), a torcida esgotou a carga de 4 mil entradas perto das 15h30. O Atlético-PR pode perder por até dois gols de diferença que levanta a taça. O último título do Furacão aconteceu em 2009.