LANCE!
23/11/2015
18:07
Porto Alegre (RS)

Bastou o Gre-Nal 408 do último domingo terminar para que o Twitter oficial do Internacional provocasse o Grêmio. Provocações que não foram bem aceitas nos bastidores do próprio Colorado. Marcelo Otton, vice-presidente de Mídia do clube, cobrará explicações do responsável pelos posts considerados desnecessários, como o que cita o jejum de títulos importantes do Tricolor. Até mesmo um pedido de desculpa, através do próprio microblog, não é descartado.

– Essa não é a postura oficial do Inter. O Inter tem um enorme respeito por todos os seus adversários. O Twitter oficial do clube já havia parabenizado o Botafogo e o técnico Ricardo Gomes pela vitória no campo e na vida. Não concordamos com essa flauta, essa ironia que foi feita ao Grêmio. Caso aconteça alguma situação, que algum clube se sinta constrangido, pediremos desculpa a esse clube porque esse não é o espírito do Inter – destacou Otton, ao "Zero Hora".

– É possível que haja um pedido formal de desculpas ao Grêmio, pois o que ocorreu foi uma descortesia. Dizer que temos uma hegemonia de 70 anos no clássico é ótimo, mas colocar uma hashtag falando que o rival não tem um grande título há 15 anos é descortês – completou o dirigente.

Após o Gre-Nal e ciente das provocações, ou "flautas" no Rio Grande do Sul, César Pacheco, vice de futebol do Grêmio, minimizou o ocorrido, lembrando que algo semelhante havia acontecido após a goleada de 5 a 0 imposta pelo Grêmio no turno do Brasileirão. 

Postagens no perfil oficial do Inter já haviam rendido polêmica neste Campeonato Brasileiro. Após a derrota colorada para o Avaí, por 3 a 0, na Ressacada, diversos Tweets criticando, por exemplo, a arbitragem de Péricles Bassols e, depois, Jean Pierre Lima. As postagens foram apagados e o clube divulgou nota repudiando a "inovação" feita pelo jornalista responsável sem autorização ou consulta prévia.