Douglas Caé - Resende

Douglas Caé fez um dos gols do Resende na vitória da equipe do Sul-Fluminense sobre o Bonsucesso, na  primeira rodada do Carioca-2016 (Foto: Divulgação/FERJ)

RADAR/LANCE!
31/01/2016
19:01
Rio de Janeiro (RJ)

Num Estádio Luso Brasileiro às moscas (embora a Ferj divulgasse R$ 4.600,00 de renda e 350 pagantes, visualmente o público não chegou a 150 pessoas) o Resende aproveitou a extrema fraqueza do Bonsucesso - que manda seus jogos no campo da Portuguesa -  e venceu o jogo por 2 a 0, na tarde deste domingo, na estreia das equipes no Campeonato Carioca-2016. Os gols foram de Marcel e Douglas Caé, um em cada tempo.

O resultado foi injusto para o Resende, que - mesmo com um time limitado - mandou na partida durante boa parte do tempo e  teve muitas chances para ampliar o placar, o que não foi possível graças aos milagres do goleiro Léo.

O jogo

 O Bonsucesso cedeu muitos espaços no início da partida e o Resende logo chegou aos seu gol aos 12 minutos. Após um cruzamento da direita, Marcel subiu mais do que os defensores e finalizou no canto.

Com o gol, o Resende recuou e sofreu sufoco do Bonsucesso, que passou a dominar, mas só criou duas boas chances. No contra-ataque, o time visitante por muito pouco não ampliou.

Após o intervalo, o treinador Mário Marques colocou em campo Dudu, artilheiro do Bonsucesso na temporada passada.  Mas quem voltou com tudo foi o Resende, que logo ampliou com Douglas Caé aos quatro minutos. O goleador quase fez o terceiro cinco minutos depois, num dos muitos contra-ataques cedidos pelo Bonsuça.

Nos minutos finais, o time da casa morreu em campo, teve um jogador expulso (Matheus Pimenta)  e poderia ter sido goleado. Afinal, Itacaré cabeceou uma bola na trave e  Robinho teve três oportunidades de ouro que pararam nas mãos do ótimo goleiro Léo.

- O time do Bonsucesso ainda está em formação e precisa de maior entrosamento. Exemplo disso foi que no primeiro tempo só encaixamos durante uns dez minutos. Mas iremos evoluir, disse Mário à Rádio FutRio.

O técnico Ailton Ferraz elogiou o comportamento do Resende em campo:
 
- O time criou demais e o resultado foi até abaixo do que criamos. Mas com tantas estreias, um campo diferente,  foi bom. Vamos corrigir os detalhes, Mas celebremos.  Vitória é vitória.