Gabriel Carneiro
20/09/2016
21:07
São Paulo (SP)

Time da casa pressionado, estádio cheio, canto de torcida contra diretoria, visitante precisando partir para cima em busca do resultado, técnico da Seleção nas tribunas, reunião de camisas pesadas do futebol brasileiro... E quem viveu todo esse clima nesta terça-feira, na Arena Corinthians, não foi nenhum veterano, e sim os meninos de 19, 18, 17, até 16 anos de Corinthians e Botafogo, que disputaram o jogo de volta da final do Campeonato Brasileiro sub-20 em São Paulo. O título ficou nas mãos do Botafogo, que venceu por 2 a 0 e impôs um novo baque ao time paulista dentro de seu estádio.

Com bom público em Itaquera, surpreendente para um jogo da base, o Corinthians tentou mostrar logo cedo suas credenciais, principalmente com Lauder. O atacante, porém, parou primeiro em boa defesa de Diego e depois na arbitragem, ao cometer falta no zagueiro Marcelo após lançamento de Léo Jabá e ter o gol anulado. Na terceira tentativa com perigo, Fabricio Oya recebeu cruzamento rasteiro, ajeitou e bateu bem, mas por cima do gol. O Corinthians mostrava organização e disciplina, apesar dos problemas na tomada de decisão. Normal, até por serem garotos em formação.

O Botafogo aproveitou os problemas ofensivos do Corinthians e abriu a contagem no finzinho do primeiro tempo, em bela jogada. Após passe de Gustavo Bochecha e impressionante corta-luz de Matheus Fernandes, Yuri ajeitou com precisão e bateu no cantinho do goleiro Filipe, que caiu mal no lance. A essência do futebol brasileiro calou a Fiel e fez a festa dos cerca de 50 botafoguenses na Arena Corinthians.

Pressionado pelos cantos contra a diretoria e os pedidos de "alma e coração" no intervalo, o Timãozinho foi pra cima no segundo tempo. Léo Jabá quase empatou após cruzamento da direita, mas Diego desviou e a bola bateu no travessão antes de sair. Tranquilo em campo, o Botinha segurou a pressão dos alvinegros de São Paulo e achou espaço para ampliar a vantagem aos 27 minutos do segundo tempo, quando Marcinho bateu falta pela esquerda e Kanu completou no cantinho, diante da defesa corintiana sem reação. Era jogo de gente grande!

O Botafogo ainda perdeu um pênalti aos 45 minutos do segundo tempo e o Corinthians fez um gol impedido aos 48, mas não fazia diferença. Os meninos viveram uma final de gente grande. E deu Botafogo.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 2 BOTAFOGO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data-hora: 20 de setembro de 2016 (terça-feira), às 19h (de Brasília)
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP) 
Auxiliares: Daniel Paulo Ziollu (SP) e Fabio Rogerio Baesteiro (SP)
Gols: Yuri 45’ 1ºT (0-1) e Kanu 28’ 2ºT (0-2)
Renda/público: 11.425/R$ 184.317,50
Cartões amarelos: Warian e Vinicius Delamore (COR) Matheus Fernandes (BOT)

CORINTHIANS
: Filipe; Samuel (Rafael Bilu 33' 2T), Thiago, Del’Amore e Carlo; Warian (Renan 30' 2T), Dawhan, Mantuan e Fabricio Oya (Carlinhos 16' 2T); Lauder (Pedrinho 17' 2T) e Leo Jabá Técnico: Osmar Loss

BOTAFOGO: Diego; Marcinho, Marcelo, Kanu e Victor Lindenberg; Gustavo Bochecha; Yuri, Matheus Fernandes (Rickson 39' 2T), Alison (Jordan 28' 1T) e Pachu (Mateus Jorge 35' 2T); Gorne Técnico: Eduardo Barroca