Salgueiro - Botafogo

Salgueiro tem apenas um gol na passagem pelo time de General Severiano (Foto: Alex Carvalho/AGIF/LANCE!Press)

Felippe Rocha e Vinícius Perazzini
21/09/2016
10:00
Rio de Janeiro (RJ)

Salgueiro será, muito provavelmente, titular do Botafogo na partida desta quarta-feira, contra o Cruzeiro. E o palco da partida, válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, traz lembranças importantes ao apoiador de 33 anos. Foi no Mineirão que ele sagrou-se campeão da Copa Libertadores da América de 2009, pelo Estudiantes (ARG), em vitória sobre o Cruzeiro. Por outro lado, em 2013, ele estava no Olimpia (PAR), que perdeu para o Atlético-MG, nos pênaltis, a decisão da mesma competição continental.

O meia uruguaio passou três temporadas na equipe de La Plata. No ano da conquista, era reserva no meio-campo comandado pelo já à época veterano Juan Sebástian Verón. Mesmo assim, o agora botafoguense participou de oito partidas naquela campanha. Ao lado dele, outros jogadores conhecidos como o goleiro Andújar, os defensores Cellay, Schiavi e Desábato e o atacante Boselli. Após o 0 a 0 na Argentina, o Estudiantes provocou um “Mineirazo” por 2 a 1, bem antes do 7 a 1 na Copa do Mundo.

Quatro anos depois da primeira final de Libertadores, Salgueiro era um dos criadores da burocrática, mas eficiente equipe do Olimpia. Mas não teve destaque na segunda partida da decisão. Quem chamou atenção foi “El Tanque” Ferreyra, que atuou no Glorioso na temporada seguinte. O centroavante escorregou ainda no tempo regulamentar, após driblar o goleiro Victor, e perdeu grande chance.

Nesta quarta, o tira-teima.