Valdés e Karanka - Middlesbrough

Goleiro Victor Valdes ao lado do técnico do Middlesbrough, Aitor Karanka (Foto: Divulgação)

Melissa Gargalis
09/08/2016
08:00
Middlesbrough (ING)

Demorou sete anos para que o Middlesbrough conseguisse retornar à Primeira Divisão do Campeonato Inglês. Desde 2013 comandado por Aitor Karanka, o time mostrou grande evolução e saltou de 12º para quarto e segundo colocado, entre as temporadas 2013/14, 2014/15 e 2015/16, respectivamente. Na última temporada, por exemplo, ficou próximo de conquistar o título da Segundona, mas deixou escapar a liderança para o Burnley.

Uma das mais tradicionais equipes da Inglaterra, visto a sua data de fundação, em 1876, o Boro, como é apelidado, chega com algumas novidades para tentar manter-se na elite do futebol britânico. O técnico espanhol, apesar de permanecer com boa parte de sua base da última temporada, soube trazer jogadores experientes para encorpar o elenco. Os nomes mais simbólicos são os do goleiro Victor Valdes, ex-Barcelona e Manchester United, e do atacante Alvaro Negredo, ex- Manchester City, Sevilla e Valencia.

Um dos maiores ídolos do clube, se não o maior, Juninho Paulista comenta sobre a característica de jogo ‘à espanhola’ do técnico Karanka. O treinador que foi zagueiro e trabalhou como assistente de José Mourinho no Real Madrid, tem um elenco repleto de jogadores espanhóis. Ao todo são cinco compatriotas, além de dois uruguaios e um colombiano.

– O Karanka se preparou muito para assumir a equipe, ele é um estudioso do futebol. Eu o conheci como jogador, mas depois fui conhecê-lo como treinador no Middlesbrough. Gostei muito, é um cara trabalhador e que tem suas convicções. Conhece bem seus jogadores, mas, claro, tem uma tendência maior para ter mais atletas espanhóis. Acho que ele está fazendo um excelente trabalho e acredito que ele tenha condição de ajudar o Middlesbrough a se manter na Premier League – disse o atual gestor do Ituano, em entrevista ao LANCE!

Mesmo tendo conquistado apenas um título com o Boro, o da Copa da Liga Inglesa em 2004, Juninho liderou o time durante os melhores anos do clube na elite do futebol inglês (meados dos anos 90 e início dos anos 2000). Não à toa, ainda hoje ele é idolatrado pelo torcedor. Para se ter noção, o reconhecimento pelo brasileiro é tão grande que a página sobre a história do clube, em seu site oficial, tem estampada a foto do ex-camisa 10.

Apesar de tradicional, o Middlesbrough passa longe de ser um dos clubes mais vitoriosos da Inglaterra. Em seus 140 anos de existência, o clube conquistou quatro vezes o título da Championship (Segunda Divisão), e nunca chegou a terminar entre os três primeiros colocados na Primeira Divisão. Por conta disso, os brasileiros que lá passaram guardam com carinho a vitória por 2 a 0 sobre o Bolton, no Millennium Stadium, no País de Gales, em 29 de fevereiro de 2004, pela Copa da Liga Inglesa. Doriva, que esteve no elenco campeão, conta sobre o momento que mais o marcou no time inglês.

– O momento que mais me marcou foi o título da Carling Cup e a recepção que tivemos na parada que foi feita para nos prestigiar. Cerca de 200 mil pessoas nos recepcionaram. Foi maravilhoso viver aquele momento. É absolutamente inesquecível – contou, falando também sobre as expectativas que tem com o Middlesbrough em seu retorno à Premier League.

– Apesar de ter ficado alguns anos sem disputar a Primeira Divisão, o Middlesbrough é um clube muito organizado e continuou investindo em sua estrutura, deve se reforçar bem para a temporada. Acredito que podem almejar algo maior. Estou muito feliz pelo retorno do Boro – finalizou o ex-volante da equipe alvirrubra.

O Middlesbrough dará o pontapé em sua jornada na Primeira Divisão inglesa no próximo sábado, quando enfrenta o Stoke City, às 11h (de Brasília), no Riverside Stadium. O jogo será válido pela primeira rodada da competição.

Mais sobre o Middlesbrough da temporada 2016/17

Técnico: Aitor Karanka (ESP) - 42 anos

Contratações
: Marten de Roon, Viktor Fischer, Bernardo Espinosa, Jordan McGhee, Victor Valdes, Alvaro Negredo e Brad Guzan.

Elenco ‘à espanhola’: Tomas Mejias, Daniel Ayala, Victor Valdes, Antonio Barragam e Alvaro Negredo. Uruguaios: Carlos de Pena, Christian Stuani. Colombiano: Espinosa Bernardo.