RADAR/LANCE!
03/03/2016
08:35
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de agitarem o mercado com milhões gastos em contratações, os clubes chineses vão começar a disputa pelo Campeonato Chinês, que tem o seu pontapé inicial nesta sexta-feira. Chamada de Super Liga Chinesa, a competição terá destaques brasileiros como Renato Augusto, Alex Teixeira, Gil e Ramires. Além deles, o torneio também contará com grandes nomes que estavam na Europa, como Lavezzi, Jackson Martínez e Gervinho. Conheça mais sobre os 16 times que vão brigar pelo título da primeira divisão.

Guangzhou Evergrande

Jackson Martinez - Guangzhou Evergrande
Martínez foi a principal contratação do time em 2016 (Foto: STR / AFP)

Atual campeão da Super Liga Chinesa, o Guangzhou Evergrande é a maior potência do futebol no país. O clube é o maior vencedor do campeonato nacional, sendo cinco conquistas no total (2011, 2012, 2013, 2014 e 2015). Além disso, é bicampeão da Liga dos Campeões da Ásia.

O time é comandado por Luiz Felipe Scolari e conta com quatro brasileiros em seu elenco: o volante Paulinho, e os atacantes Alan e Ricardo Goulart. Este último é um dos destaques, sendo o artilheiro da equipe no Campeonato Chinês de 2015. Após negociar Elkeson para o Shanghai SIPG por cerca de 18,5 milhões de euros (R$ 83,2 milhões), o Guangzhou fez uma das maiores contratações do mercado, comprando o colombiano Jackson Martínez, que estava no Atlético de Madrid, por 42 milhões de euros (cerca de R$ 183 milhões).

Shanghai SIPG

Elkeson - Shanghai SIPG
Elkeson agora defende o Shanghai SIPG (Foto: Paul Crock / AFP)

Criado em 2005, o Shanghai SIPG começou a disputar a primeira divisão chinesa apenas em 2013. Na temporada passada o time ficou com o vice-campeonato da Super Liga Chinesa, perdendo apenas três partidas e deixando o título escapar na última rodada para o Guangzhou Evergrande.

O técnico do time é o renomado Sven-Göran Eriksson, que conta em seu elenco com as estrelas Darío Conca e Asamoah Gyan. O meia argentino e o atacante ganês ganharam um reforço de peso para esta temporada. Isso porque o Shanghai desembolsou uma fortuna para trazer Elkeson do Guangzhou. O time também conta com o atacante marfinense Kouassi.

Shandong Luneng

Gil - Shandong Luneng (Foto: Reprodução / Twitter)
Shandong Luneng tirou Gil do Corinthians (Foto: Reprodução / Twitter)

Tricampeão chinês, o Shandong Luneng ficou em terceiro lugar na competição em 2015 sob o comando de Cuca. O time já contava em seu elenco com os brasileiros Jucilei, Diego Tardelli e Aloísio. Além disso, também tem um velho conhecido do futebol brasileiro, o meia argentino Montillo.

Para esta temporada, o clube apostou em outro treinador brasileiro: Mano Menezes, que treinou o Cruzeiro no último Campeonato Brasileiro. O Shandong contratou Gil do Corinthians, melhor zagueiro do último Brasileirão e que vem sendo convocado por Dunga para a Seleção Brasileira.

Beijing Guoan

Renato Augusto, Ralf e Zaccheroni - Beijing Guoan (Foto: Reprodução / Weibo)
Renato Augusto e Ralf estão no Beijing (Foto: Reprodução / Weibo)

Campeão da Super Liga Chinesa em 2009, o Beijing Guoan terminou a competição na última temporada em quarto lugar. O time é comandado pelo experiente técnico Alberto Zaccheroni, que já treinou os principais times da Itália e conquistou o Campeonato Italiano com o Milan em 1999.

Para esta temporada, o Beijing foi ao mercado e trouxe dois destaques do Corinthians, atual campeão brasileiro: Ralf e Renato Augusto. O meia foi o melhor jogador do Brasileirão, sendo essencial no título do Timão, e vem sendo chamado por Dunga para a Seleção Brasileira. Além dos dois, o clube também tem o atacante brasileiro Kléber em seu elenco.

Jiangsu Suning

Alex Teixeira - Jiangsu Suning
Alex Teixeira foi a contratação mais cara da China (Foto: Reprodução/Twitter)

O Jiangsu Suning terminou o último Campeonato Chinês em nono, mas ao que parece, pretende melhorar sua participação este ano. Para isso, o clube foi ao mercado com o cofre aberto e fez a maior contratação do futebol chinês. A agremiação comprou Alex Teixeira do Shakhtar Donetsk por 50 milhões de euros (cerca de R$ 216 milhões), ganhando uma disputa com o poderoso Liverpool, que também estava interessado no jogador.

Além do meia-atacante cria do Vasco, o Jiangsu também tirou Ramires do Chelsea. O volante brasileiro custou R$ 32 milhões de euros (aproximadamente R$ 138 milhões). Comandado pelo técnico romeno Dan Petrescu, a equipe ainda conta com Jô e o atacante brasileiro naturalizado croata Sammir.

Hebei China Fortune

Lavezzi e Gervinho
Gervinho e Lavezzi estão no Hebei (Foto: Reprodução/Instagram)

Fundado em 2010, o Hebei faz sua estreia na primeira divisão chinesa este ano. E ao que parece, o clube não pretende fazer só figuração na competição. A agremiação foi mais um time que agitou o mercado, contratando dois jogadores renomados no futebol europeu: Gervinho e Lavezzi.

O atacante marfinense, que estava na Roma, custo R$ 18 milhões de euros (cerca de R$ 80 milhões). Para trazer o argentino, o Hebei pagou 5,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 25 milhões) para o Paris Saint-Germain. No entanto, para seduzir o jogador, o clube abriu os cofres e ofereceu 29 milhões de euros (R$ 131 milhões) por duas temporadas. O que faz de Lavezzi um dos jogadores mais bem pagos do mundo. Além deles, o time ainda tem o volante camaronês Mbia.

Henan Jianye

O clube terminou a última edição da Super Liga Chinesa em quinto lugar. O time não fez nenhuma contratação de impacto para estar temporada. O único brasileiro da equipe é o meia Ivo. Além dele, o elenco conta com mais três estrangeiros. Os zagueiros Eddi Gomes, de Guiné-Bissau, e Ryan McGowan, da Austrália, e o atacante Patiño, de Filipinas.

Shanghai Shenhua

Chelsea x Paris Saint-Germain - Gol de  Demba Ba (Foto: AFP PHOTO/ADRIAN DENNIS)
Demba Ba, que já jogou pelo Chelsea, é um dos destaques do Shanghai Shenhua  (Foto: Reprodução / Instagram)

O Shanghai Shenhua foi duas vezes campeão chinês antes da criação da Super Liga Chinesa, em 2003. Muitos jogadores renomados já passaram pelo clube, como Petkovic e Júnior Baiano, no início dos anos 2000, Anelka e o astro Didier Drogba.

Até a última temporada, o time contava como grande destaque Tim Cahill, mas o australiano saiu este ano. O jogador mais famoso no elenco é o senegalês Demba Ba. A equipe ainda conta com os meias colombianos Guarín e Giovanni Moreno, e o atacante nigeriano Obafemi Martins.

Shijiazhuang Yongchang

Diego Mauricio
Diego Maurício é cria do Flamengo (Foto: Cléber Mendes/Arquivo L!)

Sétimo colocado no Campeonato Chinês de 2015, o Fujian também não fez grandes contratações para esta temporada. O time conta com um velho conhecido da torcida do Flamengo, o atacante Diego Maurício, cria do Rubro-Negro. Na época que começou a despontar pelo Fla, inclusive, ele ganhou o apelido de Drogbinha, por causa do seu visual ser parecido com o do craque marfinense.

Além de Diego Maurício, o clube conta com mais três estrangeiros: os meias Micael e Rondón, português e venezuelano, respectivamente, e o atacante Mulenga, de Zâmbia.

Chongqing Lifan

Jael
Jael é mais um brasileiro atuando no futebol chinês (Foto: Reprodução/Instagram)

O clube terminou a última edição da Super Liga Chinesa em 8º lugar. Seu elenco conta com dois brasileiros, o meia Fernandinho e o atacante Jael. Além deles, a equipe tem mais três estrangeiros: o zagueiro croata Milovic, o sul-coreano Woo-young Jung e o atacante argentino Gigliotti.

Changchun Yatai

Marcelo Moreno
Moreno é o destaque do Changchun Yatai (Reprodução/Facebook)

Campeão da Super Liga Chinesa em 2007, o Changchun Yatai terminou a última edição da competição em 10º. O boliviano com nacionalidade brasileira Marcelo Moreno é o principal nome da equipe. O time conta com mais quatro estrangeiros: o zagueiro uzbeque Anzur Ismailov, o meia francês Julien Gorius, o apoiador croara Darko Matic e o atacante sérvio Ognjen Ozegovic.

Guangzhou R&F

O outro time da cidade de Guangzhou não fez grandes contratações para estar temporada. O time conta com dois brasileiros, os meias Renatinho e Bruninho. Além deles, o time também tem como estrangeiros no elenco o volante sueco Gustav Svensson, o atacante grego Apostolos Giannou, além do coreano Hyun-Soo Jang.

Hangzhou Greentown

Tim Cahill
Cahill agora é do Hangzhou Greentown (Foto: Reprodução / Instagram)

Buscando uma melhor colocação do que a 11ª conquistada no último Campeonato Chinês, o Greentown trouxe uma grande nome para liderar a equipe. O clube contratou o meia australiano Tim Cahill, que era o destaque do Shanghai Shenhua, para a disputa desta temporada. O time conta com o atacante brasileiro Denilson Gabionetta.

Além deles, o time conta com outros estrangeiros: o zagueiro australiano Matthew Špiranović, o lateral-direito sul-coreano Oh Beom-seok e o atacante marfinense Davy Claude Angan.

Liaoning Hongyun

O Liaoning foi o 12º colocado na Super Liga Chinesa em 2015. O clube é um dos poucos do país que não conta com nenhum brasileiro em seu elenco. No entanto, o time tem seis estrangeiros: o zagueiro Michael Thwaite e o meia James Troisi, da Austrália; o zagueiro Assani Lukimya, de Congo; e os atacantes Ibrahima Toure (Senegal) e James Chamanga (Zâmbia).

Tianjin Teda

Wagner
Wagner teve passagem no Flu(Foto: Paulo Sergio / LANCE!Press)

O Tianjin não teve uma boa temporada em 2015, terminando o Campeonato Chinês em 13º. A equipe conta com o brasileiro Wagner. Além dele, tem mais quatro estrangeiros: os zagueiros Zainadine Júnior (Moçambique) e Aleksandar Jovanovic (Austrália), e os atacantes Fredy Montero (Colômbia) e Mbaye Diagne (Camarões).

Yanbian

O Yanbian subiu para a primeira divisão do Campeonato Chinês nesta temporada após ser campeão da ‘segundona’ do país em 2015. A equipe é uma das poucas que não possui nenhum brasileiro. O clube tem em seu elenco os seguintes estrangeiros: o meia Bubacarr Trawally (Gâmbia), o zagueiro Nikola Petkovic (Sérvia), o atacante Tae-Goon Ha (Coreia do Sul) e o meia Bit-Garam Yoon (Coreia do Sul).