RADAR/LANCE!
17/11/2016
22:52
Porto Alegre (RS)

O Internacional perdeu a chance de deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série A na noite desta quinta-feira. Jogando no Estádio do Beira-Rio, o Colorado ficou no empate com a Ponte Preta por 1 a 1 e continua entre os quatro últimos da competição por ter menos gols marcados que o Vitória (equipes empatam em pontos, vitórias e saldo). Valdívia fez para os donos da casa, enquanto Antônio Carlos deixou tudo igual e deu números finais ao duelo. 

Com o empate desta quinta-feira, o Internacional continua na zona de rebaixamento, ocupando a 17ª colocação, com 39 pontos. A Ponte Preta perdeu uma posição e está em 12º, com 46.

A Ponte Preta volta a campo no próximo domingo, quando recebe no Moisés Lucarelli o Fluminense, às 17h. No dia seguinte, às 20h, o Inter vai até São Paulo enfrentar o Timão, na Arena Corinthians.

O JOGO

Empurrado pela torcida que fazia bela festa no Beira-Rio, o Internacional começou pressionando e logo na primeira chegada quase abriu o placar. Sasha desviou para o meio da área e Vitinho por pouco não alcançou a bola. A Ponte não conseguia sair para o ataque e viu o adversário abrir o placar com Valdívia. Camisa 29 tabelou com Anderson e só tirou de aranha para balançar as redes.

Os visitantes não levaram perigo ao gol de Danilo Fernandes durante toda a primeira etapa e com a vitória parcial por um gol de diferença, o Colorado diminuiu o ritmo e administrou o resultado até o apito final do juiz e foi para o vestiário na frente do placar.


A primeira chegada da ponte foi somente no segundo tempo e Pottker quase deixou tudo igual. Atacante recebeu em profundidade, bateu firme e viu Danilo Fernandes fazer grande defesa para salvar o Inter. No lance seguinte, Clayson cobrou escanteio na cabeça de Antônio Carlos, que subiu livre e empatou o jogo. Os mandantes responderam com Anderson, batendo de fora da área, porém Aranha estava atento e agarrou firme.

O Internacional começou a ensaiar uma pressão, mas faltava criatividade no setor de meio campo na hora das escolhas das jogadas. Nos minutos finais, Nico López quase marcou, soltando uma bomba de fora da área, mas Aranha estava atento e espalmou. A Ponte se fechou toda e conseguiu voltar com um ponto para Campinas. Torcedores não perdoaram e vaiaram o time na saída de campo. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 1 PONTE PRETA


Data e hora: 17/11/16, às 21h (horário de Brasília)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC/FIFA)
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC/FIFA) e Carlos Berkenbrock (SC)
Cartões amarelos: Nino Paraíba, Pottker e Clayson (PON)
Cartão vermelho: Não houve.
Público e Renda: 28.774 Pagantes e R$ 388.773,00 
Gols: Valdívia, 12'/1ºT (1-0); Antônio Carlos, 11'2ºT (1-1);

INTERNACIONAL: Danilos Fernandes; William, Paulão, Ernando e Geferson; Anselmo, Rodrigo Dourado, Anderson (Nico López, 35'2ºT); Eduardo Sasha (Aylon, 28'/2ºT), Valdívia (Seijas, 24'/2ºT) e Vitinho. TEC: Celso Roth.

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Douglas Grolli (Rhayner, intervalo) , Antônio Carlos e Breno Lopes; João Vitor, Wendl e Matheus Jesus; Felipe Azevedo (Wellington Paulista, intervalo), Clayson e Pottker (Ravanelli, 40'/2ºT). TEC: Eduardo Baptista.