LANCE!
14/11/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

A primeira semana de Marcão no comando do Flu após a demissão de Levir Culpi foi de muito trabalho. Os seis dias de treinamentos no CT Pedro Antonio Ribeiro da Silva foram cercados de mistério em relação ao time. No entanto, já foi possível notar uma mudança: os astral dos jogadores.

Durante os treinos, Marcão não deu pistas do time titular que enfrentará o Atlético-PR amanhã, no Maracanã. Porém, ele deu a entender em coletiva no início da semana que a equipe não teria tantas mudanças assim em relação ao que vinha escalando Levir. Segundo o técnico, o principal era corrigir alguns erros do time.

Para isso, Marcão comandou algumas atividades táticas para acertar o posicionamento e a movimentação dos jogadores. Durante esse período, Marcão procurou passar muitas orientações, dando foco na manutenção da posse de bola, compactação e marcação.

– Cada técnico tem sua forma de trabalhar, seu tipo de treinos. Marcão tem feito coisas que não estávamos fazendo. Pede que o time toque mais a bola, que fique compactado, e isso está nos fortalecendo. Isso que precisamos colocar em prática – disse o atacante Wellington.

Uma coisa nítida nos treinos também é o entrosamento de Marcão com os jogadores. Com história no clube, o técnico motivou o grupo e está sempre dando confiança.

– O Marcão é uma grande pessoa, conversa com todo mundo. Temos que correr por ele. Todos respeitam ele. Nos ajuda muito, sempre nos dá
força – destacou o jogador.