Gustavo Scarpa veste a camisa 40 no Fluminense (Foto: Mailson Santana/Fluminense F.C.)

Gustavo Scarpa é um dos jogadores mais visados no elenco do Flu (Foto: Mailson Santana/Fluminense F.C.)

LANCE!
12/10/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

A vaga na Libertadores do ano que vem é essencial para o planejamento do Fluminense para a próxima temporada. O diretor de futebol Jorge Macedo afirmou que os planos só começarão a ser postos em prática ao fim do Campeonato Brasileiro, apesar do clube das Laranjeiras já ter anunciado a contratação de dois jogadores para 2017: Jefferson Orejuela e Junior Sornoza, destaques do Independiente Del Valle, do Equador, na atual temporada.

- O planejamento para a próxima temporada a gente vai fazer depois do término do Brasileiro. A gente vem buscando a pontuação para estar lá. Sabemos também de uma vaga direta na Libertadores. A gente busca jogo a jogo e se possível vamos buscar a vaga direto para a Libertadores - comentou Jorge Macedo na terça-feira, no novo Centro de Treinamento do Fluminense.

O diretor do Fluminense também comentou que as contratações de Orejuela e Sornoza, que fizeram boa Libertadores em 2016, e terminaram com o vice da competição, já são reposições para possíveis perdas no elenco para o ano que vem. Atualmente, Gustavo Scarpa é o mais cotado para deixar às Laranjeiras.

- A gente sabe que aqui no Brasil a gente pode perder algum atleta a qualquer momento. Sabíamos da janela anterior e em dezembro temos outra janela e virão dois jogadores para agregar - analisou o dirigente do Fluminense.

Além da classificação para a Copa Libertadores, outro fator vai influenciar no planejamento do Fluminense para a próxima temporada. Em novembro será realizada a eleição presidencial no clube. Atualmente, são quatro chapas na disputa pelo pleito: a do Celso Barros, Mário Bittencourt (Fluminense me Domina), Pedro Abad (Flusócio e situação) e Cacá Cardoso/Pedro Trengrouse, que anunciaram recentemente a coligação de suas chapas, mas não definiram quem encabeçará a nova candidatura.