Torcida do Fluminense tem feito bonita festa no Giulite Coutinho (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Torcida do Fluminense tem feito bonita festa no Giulite Coutinho (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

LANCE!
29/09/2016
15:20
Rio de Janeiro (RJ)

Não há mais ingressos para a partida entre Fluminense e Sport, no sábado, às 11h, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Empolgada pela possibilidade de entrar no G4, os torcedores do Tricolor já compraram todos ingressos para o confronto no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, na Baixada Fluminense.

Após tornar-se a casa do Flu em 2016, o Giulite Coutinho já foi palco de seis jogos do time de Levir Culpi, que tem um bom retrospecto no local: quatro vitórias, um empate e apenas um derrota. O resultado negativo foi logo no último duelo no local, diante da Chapecoense: revés por 4 a 2 de virada.

Para o goleiro Júlio César, que participou desta partida, o tropeço contra a Chape serve de aprendizado para o grupo do Fluminense, que, assim como naquela ocasião, entra na partida contra o Sport como o time favorito.

- Também eramos favoritos contra a Chape e, infelizmente, não conseguimos vencer. Não se deve tirar o mérito deles, fizeram  um jogo inteligente. Acho que a história agora é outra. Estamos mais perto do G4, mais conscientes do que devemos fazer para conseguir essa vitória importante - afirmou o goleiro.

Oficialmente, o Giulite Coutinho tem capacidade para 13.544 lugares. Porém, a capacidade liberada pelas entidades responsáveis pela segurança dos estádios no Rio de Janeiro é de cerca de 10 mil. O estilo caldeirão do Edson Passos vem ajudando o Tricolor, e o goleiro Júlio César agradeceu à confiança da torcida.

- É um motivo de alegria saber que a torcida está conosco, comprando o nosso barulho. A equipe tem feito por onde nessa luta pelo G4. Sempre que jogamos lá a torcida tem nos ajudado muito - comentou o camisa 22 do Fluminense.