Giulite Coutinho (Foto: Divulgação/América)

Giulite Coutinho deverá ser a casa do Fluminense em parte do Brasileirão (Foto: Divulgação/América)

Matheus Dantas
26/04/2016
16:00
Rio de Janeiro (RJ)

Fluminense e América estão perto de oficializar um acordo para que o Estádio Giulite Coutinho seja utilizado pelo Tricolor das Laranjeiras em boa parte do Campeonato Brasileiro. As negociações entre os clubes cariocas já estão bem avançadas, como confirmou ao Lance! o diretor de futebol do América, Marco Antônio Teixeira.

- O acordo está bem encaminhado sim. Já passamos da parte de estudo e agora estamos consolidando os projetos. Mas acredito que, no ritmo em que estão andando as coisas, podemos oficializar este acordo com o Fluminense em breve - comentou Marco Antônio Teixeira.

Um dos entraves da negociação é a capacidade do Estádio Giulite Coutinho, também conhecido como Edson Passos. Atualmente, o local tem o aval do Corpo de Bombeiros para receber 13.544 pessoas. No Campeonato Brasileiro, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) exige capacidade mínima de 15 mil.

O Fluminense já está tratando com o Corpo de Bombeiros para conseguir este laudo. Para isto, terá que financiar algumas reformas no estádio, localizado na cidade de Mesquita, a cerca de 50 km do Rio de Janeiro.

O Tricolor das Laranjeiras ainda arcaria com a reforma do gramado, além das construções de dois camarotes e as reformas dos vestiários do time mandante, visitante e também dos árbitros. De acordo com Marco Antônio Teixeira, o Estádio Giulite Coutinho ainda receberia novas instalações de segurança.

- Eles terão que arcar também com um novo centro de monitoramento, com o circuito interno de TV. É uma exigência da Policia para jogos com mais de 10 mil - afirmou o diretor do América, que nos jogos em Edson Passos coloca à disposição apenas 9.940 lugares.

Giulite Coutinho, no entanto, não será a única casa do Fluminense no Campeonato Brasileiro. Sofrendo com a falta de estádios no Rio de Janeiro, o Tricolor das Laranjeiras não pretende mandar os jogos contra rivais cariocas e também contra os grandes times de São Paulo no campo do América.