Técnico do Flu afirma que equipe não teve atitude contra o Inter

Contra o Madureira, o técnico Eduardo Baptista busca a segunda vitória do Fluminense na temporada 2016

Patrick Monteiro
10/02/2016
12:36
Rio de Janeiro (RJ)

Sem saber se seguiria no clube e envolvido em algumas especulações, Gum começou a temporada como titular do Fluminense. Mas, com a regularização dos reforços do Tricolor, o zagueiro perdeu espaço e, já na goleada sobre o Bonsucesso, por 4 a 0, ficou no banco de reservas. Naquele confronto, a zaga escolhida por Eduardo Baptista foi composta pelo estreante Renato Chaves, que se lesionou durante o jogo, e Marlon, recuperado de infecção urinária. Por tomar uma decisão desfavorável ao experiente atleta, o treinador entendeu que precisava conversar com o camisa 3.

- Procuro sempre ter uma conversa. Quando você tira um atleta que vem de uma sequência, e, especialmente com o caráter do Gum, você tem que explicar os motivos. Sentei com ele e expliquei. O Nogueira vem muito bem. Estamos com zagueiros de alta qualidade. O próprio Renato (Chaves) foi muito bem, mas se lesionou - disse.

Baptista terá Diego Souza contra o Madureira, nesta quinta-feira, às 17h, no Moacyrzão, em Macaé. Regularizado, ele fará sua reestreia no time após dez anos. Mesmo que não consiga ir até o fim da partida, o meia terá participação importante no Tricolor.

- Na parte física crua está bem. Eu peço principalmente para os jogadores de meio de campo: "não precisa jogar 90 minutos. Jogue intensamente 60, 70" - frisou Baptista, que explicou o fato de optar por um treino mais leve nesta quarta.

- A gente sempre procura trabalhar. E hoje alguns reclamaram de cansaço. É um grupo que não pede à toa. Achei prudente ter um treino mais tranquilo - afirmou.

O Fluminense deve ir a campo para o confronto contra o Tricolor Suburbano com: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Henrique, Marlon e Giovannni; Pierre, Cícero, Danielzinho, Gustavo Scarpa e Diego Souza; Fred.