LANCE!
21/09/2017
22:22
Quito (EQU)

Foi por pouco. O gol da classificação veio aos 41 minutos do segundo tempo, eliminando a carrasca LDU em Quito. Além de seguir para as quartas-de-final da Sul-Americana, prioridade do Fluminense no ano, o trunfo serviu para lavar a alma dos tricolores que sofreram com o adversário em 2008 e 2009. E Abel sabe bem disso.

- As lágrimas do presidente no vestiário simbolizam o mar de lágrimas que ficaram nas eliminações para a LDU. Estamos de parabéns - disse o treinador na coletiva de imprensa.

Para Abel, a derrota fora de casa foi justa já que o time foi pressionado nos 90 minutos. Porém, a classificação foi merecida, principalmente pelo primeiro jogo, no Maracanã. Mesmo com a vantagem construída no Rio, o time não deixou de atacar no Equador.

- Nunca abdicamos da classificação. Resultado eh justo, não merecíamos a vitória, mas a classificação. principalmente pelo primeiro jogo, em que jogamos no campo do adversário - afirma Abel, que fez questão de exaltar a dedicação dos atletas.

- Tudo isso simboliza a dedicação desse grupo. Entraram na história. Estava atravessado.