Eduardo Bandeira de Mello (Foto: Wagner Meier)

Eduardo Bandeira de Mello terá R$ 10 milhões de empréstimo para usar em breve (Foto: Wagner Meier)

LANCE!
13/01/2016
20:49
Rio de Janeiro (RJ)

O Conselho Administrativo do Flamengo aprovou por unanimidade, na noite desta quarta-feira, o pedido de empréstimo de R$ 10 milhões junto ao Banco Brasil Plural. O montante será utilizado para equilibrar as finanças do mês de janeiro, que não conta com receitas de bilheterias, e auxiliar na busca por reforços, já que a diretoria busca um zagueiro e um volante para fortalecer o elenco.

Essa não é a primeira vez que a diretoria pega um empréstimo com o Brasil Plural, banco cujo vice-presidente de finanças rubro-negro, Cláudio Pracownic, é sócio minoritário e diretor executivo. Ano passado, a diretoria pegou R$ 3 milhões com o banco para deixar os salários do departamento de futebol em dia, já que um dos patrocinadores, a Viton 44, atrasou o depósito. Antes de escolher o Brasil Plural, os dirigentes estudaram outros bancos, mas foi este que deu as melhores condições de taxa de colocação e juros.

No orçamento do clube para 2016, estão previstos até R$ 40 milhões em empréstimos. Além disso, a diretoria prevê R$ 20 milhões para contratações e lucro de R$ 10 milhões em vendas de jogadores. Valores adicionais, como a porcentagem da venda de Renato Augusto para o futebol chinês, e a de Hernane Brocador para o Al Nassr, da Arábia Saudita, em 2013 - valor que o clube busca na Fifa, já que ainda não foi pago - serão incluídos em reforços.