Guilherme Amaro
15/10/2017
07:00
São Paulo (SP)

A volta de Romero ao time titular do Corinthians após cumprir suspensão na rodada passada dividiu a torcida nas redes sociais. Antes xodó por conta de seu estilo de jogo aguerrido, o atacante paraguaio agora tem sido contestado. O principal motivo tem nome: Clayson, que marcou quatro gols nos últimos três jogos do Timão.

Apesar da boa fase do reserva, o técnico Fábio Carille não costuma fazer mudanças na equipe em razão de jogos ou gols específicos. O treinador usa o princípio de "construção de vaga", quando o jogador "se escalar" a partir de um desempenho notável e regular. Foi assim, por exemplo, com Jadson, que estava sendo pressionado pelas boas atuações de Marquinhos Gabriel, foi bancado no time titular e deu linda assistência de calcanhar contra o Coritiba.

Romero não marca desde junho, mas tem papel fundamental para o esquema tático do Corinthians. Pelo lado do campo, ele faz o "vai e volta", com muita entrega na marcação e ainda colaborando nas jogadas ofensivas. Neste domingo, contra o Bahia, o paraguaio começará pela direita, enquanto Jadson ficará na esquerda.

Respaldado por Carille, Romero sabe que a concorrência está maior. Clayson foi decisivo para o Timão nos últimos três jogos: marcou os gols da equipe nos empates por 1 a 1 com São Paulo e Cruzeiro, além de ter feito dois na vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba.

Com 150 jogos pelo Timão, Romero volta neste domingo, contra o Bahia, às 19h, pela 28ª rodada do Brasileirão. O paraguaio precisa de uma boa atuação em Salvador para permanecer como o principal xodó e fazer a torcida esquecer Clayson.