Atlético MG x Corinthians

Grupo demonstrou apoio ao camisa 34 após falha decisiva (Foto: Dudu Macedo/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
23/06/2016
15:39
São Paulo (SP)

Com uma hora de atraso em relação às previsões, o elenco do Corinthians desembarcou no Aeroporto de Guarulhos na tarde desta quinta-feira, dia seguinte à derrota por 2 a 1 diante do Atlético-MG, pela décima rodada do Brasileirão. Na chegada do grupo a São Paulo, duas preocupações foram reveladas: o pouco tempo de descanso antes do próximo compromisso, sábado, contra o Santa Cruz, e a necessidade de proteção ao garoto Pedro Henrique, que teve falha decisiva no Mineirão e saiu do gramado chorando por conta do erro. Amparado já no campo, o jovem zagueiro ganhou crédito dos companheiros.

- A gente sabe que ele é um garoto, tem muito o que aprender ainda. A gente cresce nas adversidades, então temos que assumir nossos erros e aprender com eles. Todos nós estamos sujeitos a erros e temos que dar força para ele nesse momento. Merece todo o apoio dos jogadores e da torcida - disse o meia Rodriguinho, titular do Corinthians após a lesão de Elias.

No desembarque da delegação no Aeroporto de Guarulhos, Pedro Henrique passou calado pelos jornalistas, mas foi alvo das câmeras - isto motivou o técnico Cristóvão Borges inclusive a conversar com os seguranças do clube sobre a necessidade de proteger o garoto e evitar o assédio. 

Com Pedro Henrique como titular, possivelmente na vaga de Vilson, que trata uma entorse no tornozelo e pode ser desfalque, o Corinthians enfrenta o Santa Cruz neste sábado, às 21h, na Arena de Itaquera. O grupo terá apenas a sexta-feira como preparação, já que nesta quinta haverá atividade regenerativa para os titulares, e o tempo curto de preparação é um motivo de preocupação no Timão, derrotado quatro vezes nas dez primeiras rodadas do Brasileirão.

- O pouco tempo de descanso preocupa muito. Os jogos são muito intensos, o futebol hoje exige muito da parte física. Temos que descansar, não temos muito tempo pra treinar, então é acertar as coisas na base da conversa. Estamos tentando fazer nossa parte, melhorar em alguns aspectos e temos que conversar entre a gente para poder evoluir - sentenciou o preocupado Rodriguinho.