Palmeiras x Corinthians

Jogadores do Corinthians unidos antes da partida (Foto: Mauro Horita/Lancepress!)

Bruno Cassucci
03/04/2016
19:33
São Paulo (SP)

É bem provável que nas discussões de bar e nas rodas de amigos Lucca seja apontado como o culpado da derrota corintiana no Dérbi. De fato, o pênalti perdido mudou a história do clássico, mas não foi (só) por isso que o Corinthians perdeu para o Palmeiras no Pacaembu. A cobrança errada do camisa 30 não pode mascarar a péssima atuação da equipe de Tite, que mais uma vez deixou a desejar em uma partida “grande” desta temporada.

Mesmo com força máxima, a equipe de Tite não foi nem de perto a que costuma ser. E em boa parte por não encontrar alternativa para superar a estratégia palmeirense, que abriu jogadores nas pontas de ataque e freou os avanços de Fagner e Uendel, que costumam iniciar os lances ofensivos do Timão.

Sem evoluir pelas laterais, o Corinthians apelava para lançamentos da defesa ao ataque, algo incomum. Guilherme não conseguiu fazer absolutamente nada, o que também deixava Lucca e Giovanni Augusto sem opções para jogar.

A equipe só não saiu perdendo no primeiro tempo porque o sistema defensivo ainda funcionava. Elias recuava, fazendo o 4-1-4-1 do Timão se transformar em um 4-2-3-1 e até 4-4-2 em alguns momentos.

No segundo tempo, aumentou a posse de bola alvinegra, mas ainda faltava infiltração. Em um dos raros momentos em que isso ocorreu, Giovanni Augusto conseguiu cavar o pênalti perdido por Lucca.

O Palmeiras não perdoou. Empolgado e aproveitando o erro de Cássio e a fragilidade emocional dos comandandos de Tite, Dudu marcou o gol da vitória alviverde.

Contra adversários melhores o Corinthians ainda sofre, algo até natural para quem se reconstrói. Se há algo positivo em perder o Dérbi, é o fato de a equipe e a própria torcida perceberem que, embora o time esteja acima do esperado neste início de ano, ainda é preciso melhorar e ficar mais cascudo.