Fernando Prass  e Lucca - pênalti

Prass levou a melhor sobre Lucca no clássico paulista (Foto: Eduardo Viana/LANCE!Press)

RADAR/LANCE!
03/04/2016
20:26
Rio de Janeiro (RJ)

O fim de semana do futebol brasileiro foi diferente. E isso não aconteceu apenas por duas goleadas de 7 a 2 no Campeonato Paulista e Mineiro. Foi um outro dado que acabou se sobressaindo nos Estaduais e Copa do Nordeste. Nada menos que oito pênaltis foram desperdiçados.

Teve de tudo: Nenê perdendo cobrança depois de cinco anos, Prass novamente herói, Fred parando no goleiro do Volta Redonda. Até mesmo o sobrenatural entrou em ação no pênalti cobrado por Marquinhos na vitória do Internacional sobre o Glória. Confira abaixo a relação de pesadelos:

Palmeiras 1 x 0 Corinthians (Paulista)
O clássico paulista estava muito movimentado. Mesmo assim, o empate sem gols teimava em não ser alterado até que o Corinthians teve um pênalti a favor. Lucca foi para a cobrança e Fernando Prass mais uma vez comprovou a fase pegadora de penalidades. Quase na sequência o Verdão marcou com Dudu e garantiu a vitória por 1 a 0.


Vasco 1 x 1 Volta Redonda (Carioca)

Nenê perdeu pênalti, e Vasco ficou no empate (Wagner Meier/LANCE!Press)
Nenê perdeu o primeiro pênalti pelo Vasco (Foto: Wagner Meier)

O Vasco, único invicto no Carioca, vencia em São Januário por 1 a 0 gol de Nenê. O segundo tempo transcorria quando Yago Pikachu foi derrubado dentro da área. O torcedor vascaíno já contava com o segundo gol. Afinal, o camisa 10 da Colina converteu todos os nove pênaltis desde que chegou no clube. Não desperdiçava uma cobrança desde 2011. Mas não era um domingo qualquer. E o principal jogador vascaíno bateu mal. Pior que o Volta Redonda empatou e tirou o Cruz-Maltino da liderança da Taça Guanabara.


Botafogo 2 x 2 Flamengo (Carioca)

​Botafogo e Flamengo faziam clássico disputado no sábado em Juiz de Fora. O placar indicava 1 a 1 quando Wallace derrubou Ribamar dentro da área. Pênalti para o Botafogo. Rodrigo Lindoso foi para a cobrança, mas Paulo Victor conseguiu fazer a defesa parcial. Sorte do meia alvinegro que seu chute deu rebote e ele mesmo acabou colocando a bola para dentro da rede na sequência da jogada. No fim tudo igual: 2 a 2.

Maicon - São Paulo (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)
Maicon se preparando para a cobrança (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)

A situação de Lindoso foi muito parecida com a de Maicon. O zagueiro do São Paulo teve a chance de colocar o Tricolor em vantagem na partida contra o Oeste. Contudo, o jogador perdeu a cobrança (Leandro Santos fez boa defesa). No entanto, assim como o meia do Botafogo, defensor se redimiu. Ele marcou no fim o gol que garantiu a vitória por 2 a 1 na reabertura do Morumbi.


Fluminense 3 x 1 Volta Redonda (Carioca)

Fred
(Foto: Nelson Perez/FluminenseFFC)

O Fluminense vencia o Madureira por 2 a 1. Tinha o controle do jogo e teve a chance de sepultar qualquer aparição de zebra no Moacyrzão com um pênalti logo aos dez minutos do segundo tempo. Fred poderia encerrar um jejum que vem desde fevereiro sem balançar as redes. Contudo, o camisa 9 tricolor acabou parando na defesa de Rafael. No fim, pelo menos, triunfo por 3 a 1 e liderança da Taça Guanabara.

Glória 0 x 3 Internacional (Gaúcho)
O Inter tinha uma boa vantagem fora de casa na partida da última rodada da primeira fase do Gauchão. Vencia por 2 a 0 e teve um pênalti a favor. Como o fim de semana não era propício para os cobradores, Marquinhos entrou na roda. Contudo, foi o lance mais inacreditável da lista. A bola bateu nas duas traves e ele ainda teve a oportunidade do rebote. A finalização tocou no goleiro Roballo, que nem percebeu o chute. Ainda bem que o jogador se redimiu e fechou a goleada do Colorado.

Ceará 0 x 1 Santa Cruz (Copa do Nordeste)
​Na Arena Castelão Ceará e Santa Cruz faziam um duelo disputado valendo vaga na semifinal da Copa do Nordeste. Quando a partida estava 0 a 0 o Vozão teve a chance de ficar mais perto da classificação com um pênalti a favor. No entanto, Rafael Carioca cobrou e o goleiro Tiago Cardoso conseguiu fazer a defesa. No fim, o time visitante ainda deixou sua marca e eliminou a equipe cearense, que era atual campeã do torneio.

Bahia 1 x 1 Fortaleza (Copa do Nordeste)
O Tricolor de Aço decidia a vaga para a semifinal na Arena Fonte Nova. Além disso, venceu o primeiro jogo por 2 a 1. Para melhorar ainda teve um pênalti a favor logo no início do jogo. Faltou, porém, combinar com Ricardo Berna. O goleiro do Fortaleza fez boa defesa na cobrança de Thiago Ribeiro. O empate de 1 a 1 garantiu a classificação do Bahia.